quarta-feira, agosto 25, 2004

Minha Rua parte 2

Eu não lembro exatamente que ano foi, mas lembro que eu era adolescente. Devia ter uns 13, 14 anos, pois ainda era super fã dos Guns N´Roses. Mas enfim, no lado aqui de casa, morava um indivíduo no mínimo bizarro.
Antes de mais nada, irei descrever a "família", que era composta por 4 pessoas. Uma, era o tal velho odiado pelo quarteirão inteiro. A Esposa (ou melhor, escrava, pois acho que nem casados eram, somente moravam junto, e ela provavelmente por não ter aonde cair morta, topava todas as humilhações), o filho mais velho da escrava, que era deficiente auditivo e meio psicopata q tinha uns 11 anos na época, e a filha mais nova da escrava, que era aparentemente normal e tinha 5 anos, e a que mais se ferrava na história toda.
Moro nessa rua há 21 anos, e nunca vi alguém ser tão odiado, não somente pela rua, mas pelo quarteirão todo! O velho era completamente rabugento, e nojento, daquele tipo de pessoa que só de olhar pra cara já dava nojo.. E pra completar a "alegria", espancava o pobre garoto deficiente, sismando que ele tinha que falar (!!), e o menino coitado, só gritava. Fizemos de tudo pra essa bizarrice parar, fomos no forum, denunciamos, e vcs acham que deu em alguma coisa? Obvio, a lei no Brasil não funciona. Mas voltando ao assunto.
O problema é que, a mulher saía 4 da manhã pra trabalhar, o velho rabugento saía as 7, e largava o garoto e a menina dentro de casa sozinhos. O guri literalmente urrava o dia INTEIRO, e batia na pobre menina. Conclusão.. NINGUÉM dormia mais aqui em casa de manhã, aliás, a rua inteira não dormia, e a tarde NINGUÉM tinha sossego. Tentamos conversar, em vão.
Até que um dia, a gente resolveu dar o troco. Aí é que começou a baixaria.. Avisamos a vizinhança toda que iríamos ligar o som, no máximo as 8 da noite na varanda. Explico: temos uma varanda aqui em casa nos fundos, que dava bem direto na janela aonde dormia o "casal amoroso", que as 7 e pouca já estavam dormindo. Aproveitamos um dia que meu pai foi dar plantão no hospital, pegamos o som da sala, colocamos as caixas de som bem direcionadas pro quarto deles, e mandamos bala. Altos Rock n´Roll no volume máximo, 8 horas da noite, e obvio, isso fez eco no quarteirão inteiro. De repente, tava um monte de gente no meio da rua de cima dançando que nem uns doidos, a vizinha de baixo se rachando de rir, e o cara nada de acordar.. E eu claro, me rachando de rir, e confesso, adorando a idéia. De repente, a janela se abre e a mulher fala.. "se vocês acham que isso é justo, não posso fazer nada".. pronto.. foi o estopim pra bate boca comédia. Lá veio minha mãe falando: "tudo bem, a gente não dorme de manhã com seu filho urrando, então você não vai dormir de noite com nosso som, tá legal assim?".. Aì veio o velho rabugento falar um monte de merda querendo chamar a polícia, e como ele não tinha telefone em casa, falou pro povo que tava na rua (mó platéia) que queria chamar. NINGUÉM chamou.. E eu chorando de dar risada na cara dele. E o velho puto da cara, pois estava sozinho, todo mundo queria mais que ele se ferrasse, e mais bate boca.. Uma comédia geral.. Enfim.. Foi baixaria, mas eu nunca vou esquecer desse dia. Também nunca vou esquecer a minha alegria e a alegria do povo o dia que aquele bicho idiota se mudou daqui.. Acho que nem ele aguentou ser tão odiado assim.. Bizarrices que depois que passam se tornam comédia.. Essa é a minha rua! :D

See Ya!!


Nightwish - She is my sin

Nenhum comentário: