segunda-feira, agosto 30, 2004

Nós estamos envelhecendo rápido demais, ou a tecnologia está evoluindo rápido demais?

Como todos aqui devem saber, eu não tenho câmera digital. E não sei quando terei uma. Meu scanner pifou, então, a possibilidade de eu ter fotos novas pra postar no meu fotolog é mínima, então eu tenho que apelar pra net. Como estou de saco cheio de por fotos de paisagens, animais, bandas, etc, resolvi inovar. Comecei hoje, a postar fotos de antiguidades. Hoje coloquei a foto de um computador da idade da pedra, e estou aqui no google procurando fotos de outras coisas a mais pra postar, enfim, TVs, vídeo cassetes, aparelhos de som, carros.. tudo que for antigão. Afinal de contas, relembrar é viver!

De tanto vasculhar, acabei indo parar em um site muito interessante que tem fotos de vários aparelhos antigos, dentre tvs, rádios, etc. Aliás, tive uma grande descoberta. Nem sabia que a Motorola fabricava TVS! Mas enfim, algo passou pela minha cabeça, como eu ando reflexiva hoje em dia, não pude parar pra pensar. Lembro que as coisas mais antigas, duravam bastante. E custavam a ser "obsolentas". Nosso aparelho de som antigo, daqueles que se comprava o receiver, o toca discos e o tape deck separados e juntava tudo atraves de fios, durou pra caramba. Eu lembro que era criança, adorava subir nas caixas de som escondido e escutar os discos do meu pai. Acho que as coisas demoravam mais a "sair de linha". A nossa TV antiga que já pifou faz tempo e foi pro lixo, meu pai comprou quando eu tinha dois anos, e durou até 1996. Fazendo os cálculos, durou quase 20 anos. Era normal um aparelho durar anos, e por fim estragar de vez, depois de 10, 20 anos. E quando estragava antes disso, achava-se peça fácil pra consertar. E hoje em dia? Hoje em dia, lança-se um aparelho, que, se bobear em menos de um ano não fabrica mais. Meu som, de 1997, está lá na assistência ainda, por pura falta de peça, e tenho minhas dúvidas se vão achar.. E o que dizer dos computadores? Você compra um hoje, 6 meses já está ultrapassado. Enfim, tudo é descartável. Países como o Japão, se estraga algo, joga-se fora. Ouvi dizer que nos Estados Unidos também é assim. Obviamente, a tecnologia praticamente nasce nesses países, principalmente no Japão. Acredito que eles pensam na tecnologia somente pra eles. Eles têm um poder aquisitivo acima da média, podem se dar o luxo de "estragou, joga fora compra um novo".. E nós, pobres brasileiros? Temos que nos sujeitar a ficar se matando pra conseguir peças, pois não temos poder aquisitivo pra jogar fora nada. Um aparelho de som equivalente o meu nos dias de hoje vale aproximadamente mil reais. Em 1997 eu paguei setecentos e pouco, em trocentas vezes. Como eu vou jogar fora e comprar um novo? Se não tenho grana nem pra ir na balada da semana, vou ter mil pila pra comprar um som novo? Nem pensar! Comprar um inferior? Nem pensar de novo! Prefiro ficar com o da sala que já está no meu quarto faz tempo!
Mas o que eu fico de cara é como as coisas evoluem de uma maneira rápida hoje em dia! As vezes eu fico me perguntando.. Será que o tempo é que está passando muito rápido, ou é a tecnologia que está nos atropelando, e não temos tempo nem de pensar direito?
Ah, em tempo, o site de antiguidades é esse aqui. Vale a pena dar uma olhada =)
See Ya!!


Theatre of Tragedy - Machine

sexta-feira, agosto 27, 2004

A polêmica do momento é a morte dos moradores de rua em São Paulo. Inocentes foram assassinados sem nem saber o pq. Muitas pessoas ficaram chocadas, revoltadas, dentre outras coisas a mais. Confesso que fiquei triste sim, pois essas pessoas já são sofridas, e ainda aparece um ser desprovido de qualquer senso de humanidade e os matam friamente.
Só que, também existe o outro lado da moeda. Aliás, me chamou atenção esse comentário na comunidade Orgulho Paulista, no Orkut, que dentre tantas bizarrices, as vezes saem algumas coisas interessantes:

Hipocrisia e Demagogia 8/23/2004 4:07 PM
Dezenas de pessoa inocentes morrem todos as semanas em São Paulo, e a mídia em vez de relatar esses casos preferem dar uma atenção toda especial a esse caso, nenhum de vocês realmente estão interessados nesses mendigos, quantos já acolheram um? Ou já deram um prato de comida? Já ajudaram a distribuir um prato de sopa? Já deram um agasalho em mãos? E os políticos, agora na época das eleições vocês já viram algum abraçando um morador de rua? E depois eles (e vocês) ficam de luto, falam que isso choca. Isso é hipocrita por parte de vocês, e demagogo por parte dos políticos. Tragédia mesmo é que eles estejam nas ruas, não que eles tenham sido mortos, ou vocês acham que esse é o primeiro caso de assasinato de mendigos?"
(Danilo)

Esse comentário realmente me fez parar pra pensar, e tem muitas verdades nele. Em São Paulo, e em várias outras capitais brasileiras, morrem vários cidadãos por dia. Por motivos fúteis, como um tênis, uma bala perdida, assalto, sequestros, etc.. A banalização do crime e da morte encontra-se em um estágio tão avançado, que acredito que a grande maioria das pessoas não se chocam mais ao assistir "Cidade Aletra" dentre outros programas que na minha opinião, são lixos ao extremo. É "normal" alguém morrer num assalto. É "normal" sequestro. Quantos adolescentes que moram em favelas são assassinados por traficantes com requintes de crueldade, têm seus corpos jogados em valas, e ninguém nunca fica sabendo.
Realmente, tragédia é ter alguém morando na rua. Isso pode-se dizer que é a falência do Estado, que não tem condições de garantir uma vida digna aos seus cidadãos. Existem mendigos que querem morar na rua? Sim, pode até existir. Tem de tudo nessa vida. Mas pelo fato de que, muitos abrigos podem ser considerados piores que nas ruas.. Não se tem muito o que fazer.
Não estou apoiando os assassinos. Com certeza eles têm que ser pegos, e punidos. Somente acho que a mídia alardeia certas coisas demais. Inocentes foram assassinados. Deve-se investigar e punir os culpados. Simples. Pena que no Brasil, as vezes não é tão simples assim... Alguém lembra o que houve com os skinheads que empurraram dois rapazes pra fora de um trem em movimento em SP? Abafou-se o caso e ninguém foi punido. Isso é Brasil.. Notícias fogo de palha, comovem o povo, e depois, são esquecidas.. E acaba que ninguém é punido..

See Ya!


A-ha - Soft rains of april

quarta-feira, agosto 25, 2004

Minha Rua parte 2

Eu não lembro exatamente que ano foi, mas lembro que eu era adolescente. Devia ter uns 13, 14 anos, pois ainda era super fã dos Guns N´Roses. Mas enfim, no lado aqui de casa, morava um indivíduo no mínimo bizarro.
Antes de mais nada, irei descrever a "família", que era composta por 4 pessoas. Uma, era o tal velho odiado pelo quarteirão inteiro. A Esposa (ou melhor, escrava, pois acho que nem casados eram, somente moravam junto, e ela provavelmente por não ter aonde cair morta, topava todas as humilhações), o filho mais velho da escrava, que era deficiente auditivo e meio psicopata q tinha uns 11 anos na época, e a filha mais nova da escrava, que era aparentemente normal e tinha 5 anos, e a que mais se ferrava na história toda.
Moro nessa rua há 21 anos, e nunca vi alguém ser tão odiado, não somente pela rua, mas pelo quarteirão todo! O velho era completamente rabugento, e nojento, daquele tipo de pessoa que só de olhar pra cara já dava nojo.. E pra completar a "alegria", espancava o pobre garoto deficiente, sismando que ele tinha que falar (!!), e o menino coitado, só gritava. Fizemos de tudo pra essa bizarrice parar, fomos no forum, denunciamos, e vcs acham que deu em alguma coisa? Obvio, a lei no Brasil não funciona. Mas voltando ao assunto.
O problema é que, a mulher saía 4 da manhã pra trabalhar, o velho rabugento saía as 7, e largava o garoto e a menina dentro de casa sozinhos. O guri literalmente urrava o dia INTEIRO, e batia na pobre menina. Conclusão.. NINGUÉM dormia mais aqui em casa de manhã, aliás, a rua inteira não dormia, e a tarde NINGUÉM tinha sossego. Tentamos conversar, em vão.
Até que um dia, a gente resolveu dar o troco. Aí é que começou a baixaria.. Avisamos a vizinhança toda que iríamos ligar o som, no máximo as 8 da noite na varanda. Explico: temos uma varanda aqui em casa nos fundos, que dava bem direto na janela aonde dormia o "casal amoroso", que as 7 e pouca já estavam dormindo. Aproveitamos um dia que meu pai foi dar plantão no hospital, pegamos o som da sala, colocamos as caixas de som bem direcionadas pro quarto deles, e mandamos bala. Altos Rock n´Roll no volume máximo, 8 horas da noite, e obvio, isso fez eco no quarteirão inteiro. De repente, tava um monte de gente no meio da rua de cima dançando que nem uns doidos, a vizinha de baixo se rachando de rir, e o cara nada de acordar.. E eu claro, me rachando de rir, e confesso, adorando a idéia. De repente, a janela se abre e a mulher fala.. "se vocês acham que isso é justo, não posso fazer nada".. pronto.. foi o estopim pra bate boca comédia. Lá veio minha mãe falando: "tudo bem, a gente não dorme de manhã com seu filho urrando, então você não vai dormir de noite com nosso som, tá legal assim?".. Aì veio o velho rabugento falar um monte de merda querendo chamar a polícia, e como ele não tinha telefone em casa, falou pro povo que tava na rua (mó platéia) que queria chamar. NINGUÉM chamou.. E eu chorando de dar risada na cara dele. E o velho puto da cara, pois estava sozinho, todo mundo queria mais que ele se ferrasse, e mais bate boca.. Uma comédia geral.. Enfim.. Foi baixaria, mas eu nunca vou esquecer desse dia. Também nunca vou esquecer a minha alegria e a alegria do povo o dia que aquele bicho idiota se mudou daqui.. Acho que nem ele aguentou ser tão odiado assim.. Bizarrices que depois que passam se tornam comédia.. Essa é a minha rua! :D

See Ya!!


Nightwish - She is my sin

terça-feira, agosto 24, 2004

Minha rua...

Tudo bem que eu gosto de gente. Mas ao mesmo tempo que eu gosto, eu não gosto. Difícil de explicar, mas tentando resumir. Queria morar num lugar aonde eu não soubesse o nome nem do vizinho do lado. Pq? Pq vizinho tem a péssima mania de se enfiar na sua vida. Mesmo vc não querendo, mas ele tenta. Uma verdadeira merda.
Graças a Deus que eu não moro em apartamento. Dizem que é pior. Ou talvez não?
Essa rua também já foi palco de muitas bizarrices, muitas eu lembro hoje em dia e caio na gargalhada. Lembro da vizinha da frente. Ela adora espiar o povo da perciana da sala. Um belo dia, eu voltando pra casa, e de repente, só escuto aquele CABLÓFT! Vindo da casa dela. A persiana havia caído. E eu claro, caí na gargalhada.. na cara dela mesmo. Mas já foi pior. O marido dela é um baita pé de cana. E na época que a filha morava com eles, era escândalo atrás de escândalo. Ela fazia questão de ir no jardim, e berrar em plenos pulmões que odiava ele. Emocionante!
E quando a tal filha da fofoqueira quebrava o pau com a vizinha do lado. Bom, antes uma breve apresentação da família que morava ao lado: A mulher era histérica, o marido alcoólatra, a mais velha sofria de asma, e a mais nova era esquizofrênica. Realmente, com uma família dessa, não precisa de mais nada.
Mas enfim, sei que a mulher histérica e a filha da fofoqueira viviam se pegando.. E eu lembro como se fosse hoje, desse diálogo maravilhoso:

Mulher histérica: VOCÊ É UMA VAGABUNDA, VIVE DANDO O CU!
Filha a fofoqueira: O CU É MEU EU DOU PRA QUEM EU QUERO!

E claro, com direito a platéia e tudo.. :P
Enfim.. a filha da fofoqueira casou e foi embora, e a "família modelo" caiu fora também.
Agora só sobrou a mulher que mora aqui do lado com 4 filhos, nos quais vivem se matando.. Esses eu acho que já comentei com vocês..
Bom, como esse post está ficando muito longo, amanhã eu contarei um bafão legal que eu + minha mãe + minha avó (que na época morava cm a gente) aprontamos com um vizinho que era odiado pelo quarteirão inteiro..
Aguardem :P

See Ya!!



Tehosekoitin - Tänä yönä sä kuulut mulle

segunda-feira, agosto 23, 2004

Ah como eu adoro a internet!
Só nela eu posso achar o CD do System of a Down, que já estava afim de comprar faz tempo, mas não tinha coragem de dar quase 40 pila, por 15 reais. Nossa, meu olho brilhou quando eu vi isso, e obviamente, surrupiei o cartão de crédito da mamãe e fiz a compra. CD -> 15,80 + Frete -> 8,40 Total = 24,20. Faz muuuuuuuito tempo que eu não vejo esse preço em qq loja, a não ser que seja aqueles cds furrecos. Com certeza, a internet é um paraíso! Pena que CD do HIM não se acha nunca por esse preço por ser importado .. Mas mesmo assim, eu ainda vou comprar mais um em breve.. Eu pago quanto tiver que pagar por um CD deles, afinal, banda do coração é outra coisa..
Bom, tirando o CD do HIM, tenho outro na fila, e assim que eu puder, comprarei:



Quem tem 20 anos ou menos, provavelmente nem vai saber do que se trata esse cd, mas quem tem seus quase 30 ou mais, provavelmente deve lembrar. É a trilha sonora do Filme Streets of Fire - Ruas de Fogo. O filme em si não é aquiiiiiiiiiiiiiiilo tudo, mas o melhor mesmo é a trilha sonora. Essa trilha sonora posso dizer que marcou a minha vida. Inclusive uma das minhas amigas tinha esse vinil, e eu peguei emprestado pra gravar em fita (tenho até hoje, só basta saber se ela ainda funciona). Ela é original de 84, mas suas músicas persistiram, e tocaram durante muito tempo na minha pré adolescência (e toca até hoje, principalmente a "I can dream about you"), e foi uma época que eu curti muito, época em que eu conhecia muita gente aqui na rua, e nossa diversão todo fim de semana era ir na casa de uma delas, pra assistir trocentos filmes. E sempre acabava com a gente escutando o vinil da outra amiga. .Parece algo bobo, mas acabou me marcando. Fazia muito tempo que eu não escutava essas músicas (tenho algumas em mp3), e de repente tava aqui viajando no pc e o winamp rolando playlist, quando de repente começou a tocar uma delas. Nossa, voltei no tempo e fiquei relembrando os bons tempos da minha pré adolescência. E mês que vem, pretendo comprar esse cd. É o tipo de cd que mesmo tendo em mp3 as músicas, vale a pena ter. Na minha opinião claro. ;)

See Ya!

Fire Inc. - Tonight is what it means to be young

domingo, agosto 22, 2004

MEC limita a criação de cursos superiores

Finalmente! Resolveram fazer algo decente..
O que tem de curso reba abrindo por aí, não é brincadeira.. O que adianta todos terem a chance de entrar em um curso superior, e o mesmo ser uma bosta? Com certeza, quantidade não quer dizer qualidade, principalmente se for em matéria de ensino..
Eu lembro de uma determinada instituição de ensino superior daqui de Blumenau.. Ligaram de lá pra uma amiga, perguntando se ela iria fazer a matrícula. Ela respondeu que não teria interesse em estudar lá, e não estava entendendo o pq da ligação, já que ela não tinha participado do processo seletivo (que pasmem, é UMA REDAÇÃO somente.. será que isso pode ser considerado um processo seletivo???).. E a mulher simplesmente disse.. "não tem problema, se vc quiser fazer a matrícula, sua vaga está aqui".. Putz.. sem comentários geral. Que curso superior é esse que não tem seleção, não tem nada, é só chegar e fazer a matrícula?
Acho que o MEC tem que ser rigoroso sim na autorização de novas faculdades. Não adianta nada ter trocentos profissionais mal formados. Prefiro ter poucos bem formados.
Com certeza o aluno que faz o curso claro. Mas um curso bem estruturado é de extrema importância pra formação do aluno. As duas coisas se ajudam.. E sinceramente, eu vejo como exemplo aqui em Blumenau.. Qualquer biboca abre curso superior.. É lamentável.. Concordo que deve haver concorrência. Mas algo saudável e bem estruturado. Cursos de fundo de quintal não vão acrescentar em nada.
Outra coisa que vejo acontecendo muito é a desvalorização das profissões. Digo em termos de dinheiro mesmo (claro, sem hipocrisia, grana dita muita coisa sim).. O que estão pagando pra um profissional com diploma é no mínimo ridículo!! E pior, se um não aceita, aparece outro atrás e aceita. É lamentável estudar 5 anos, ou mais, se especializar nisso, naquilo, curso disso, bla bla bla, e chegar pra trabalhar, ter que se sujeitar a um salário de 500 reais.. Como isso é frustrante.. E infelizmente é o que mais tá acontecendo. Pq todos sabem que existe gente demais por aí se formando.. E como tem mão de obra farta, claro que pode-se baixar os salários, pois sempre vai ter gente pra preencher as vagas.. As vezes eu realmente me pergunto pra que eu fiz faculdade.. Estou aqui, mendigando por emprego, e sempre com aquela desculpa.. "a gente entra em contato".. É.. pra que eu dediquei 5 anos da minha vida? Pra ser sincera, nem sei se eu fiz o curso certo.. Não que eu não goste de Psicologia, mas as vezes com frequência eu me vejo trabalhando em outra área.. Bom.. Uma hora eu me acho.. Se depender dos meus planos pra um futuro breve, me acharei rapidinho.. (ESPERO!)..
Ah, a fase chata ainda continua.. menos acentuada, mas continuo chata.. e pensativa.. odeio ficar assim..

See Ya!!

" At my weakest I'm pretending to be strong
Sometimes the demons are too hard to control "


Hanoi Rocks - In my darkest moment

sexta-feira, agosto 20, 2004

Hoje eu estou chata. Tão chata, que nem eu tô me aguentando direito. E não é TPM.. a dita cuja já acabou.. Cruzes, eu tô pior que uma velha de 80 anos! E aparentemente não tenho motivos pra estar assim.. Até recusei convite pra sair, pq eu sei que quando eu estou chata assim, além de estragar a noite da pessoa, eu estrago a minha também. Provavelmente sairei amanhã, se minha amiga não se vingar de mim e resolver não sair. Mas, blz, já mofei tantos fins de semana em casa, não vou morrer por mais um.. Mas se eu não estou afim, eu não saio e pronto. Não adianta sair pra gastar dinheiro a toa, e ainda não se divertir nada, e de quebra, estragar a noite da outra pessoa..
Mas, nem tudo é só chatice.. Hoje, finalmente defini algo que queria ter definido antes..

EU VOU NO SHOW DO NIGHTWISH!!!!!!!!!!!

AEEEeeeeeeeeeeee!!! Agora eu tô feliz!! Só perco se esgotar os ingressos, mas como meu amigo querido e amado Douglas é esperto, ele vai comprar logo logo e isso não vai acontecer, claro! hohohohoho!!! Eu tava torcendo muito pra dar certo.. Putz, eu adoro ir em shows, mas infelizmente nunca fui num show internacional, esse vai ser o primeiro, e pelo visto vou começar com chave de ouro! Perdi muitos shows que adoraria ter ido, mas esse eu não quero perder nem matando. E se der, quero ver se dou uma passadinha na Trash 80´s.. Yuhu!!

Bom, é isso aí! ótimo fim de semana a todos!! Aproveitem!
See Ya!!



Nightwish - Dead to the World.


quinta-feira, agosto 19, 2004

Hoje não estou afim de escrever nada de útil. Quanto menos dar opiniões sobre o que anda acontecendo por aí.. Nem tentar lembrar de ruas como eram antes..

Hoje estou afim somente de falar do dia. É.. como está o dia. Seco. Faz tempo que não chove. No momento, está uma brisa fresca, mas estava calor até agora pouco (q horror). O céu está esquisito, com uma aparência seca. Eu acho bonito o dia quando está assim, tirando o calor. Muitas pessoas adoram o dia ensolarado e quente. Eu gosto de nublado e frio. Dias ensolarados mas frios também são bem vindos. Mas existe uma ocasião de verão ensolarado que eu ainda gostaria de ter a oportunidade de presenciar. O sol da meia noite. Deve ser muito doido, 1 da manhã, e ainda tem sol. Pois bem, ontem eu recebi carta de uma amiga finlandesa, e ela mandou uma foto que ela tirou do sol da meia noite. Eu fiquei lá babando.. me imaginando naquele lugar lindo, sentada na beira de algum lago, deixando o pensamento simplesmente fluir..
Mas num dia como hoje, meu pensamento flui, e muito. Principalmente quando eu estou sozinha em casa, escutando músicas que me fazem viajar, e navegando por sites sobre vários assuntos. Principalmente aumentando minha coleção de fotos do HIM. Estaria no orkut, se não tivesse me deixado na mão aquela pocilga.. pra variar está fora do ar.. . Adoro ficar navegando pelas comunidades "Languages of the World" e "Cultures of the world".. elas são fantásticas! E claro, adoro rir das bizarrices na comunidade Brasil!

Post sem sentido? É, pode até ser, mas tem dia que eu simplesmente estou afim de jogar idéias, e não organizá-las ehehehe..

See Ya!!


HIM - The Funeral Of Hearts (Acoustic)

quarta-feira, agosto 18, 2004

Memória curta?

Minha memória pode ser considera até boa. Eu lembro de coisas do arco da velha que aconteceram na minha vida, inclusive coisas da infância. Inclusive coisas que se passaram com minhas amigas, e que hoje eu conto pra elas, e elas juram de pé junto que não lembram. Claro que isso rende ótimas gargalhadas..
Agora, se eu falar que eu sinceramente não lembro como era o terreno antes de construir o shopping.. Eu até me esforço, tento lembrar, mas não rola. E olha que eu passei muito lá na frente quando voltava do colégio. Mas não adianta, nada me faz lembrar como era aquele terreno. Hoje, ao voltar pra casa, vim andando pela rua, e observando todas as construções. Comecei a lembrar, que muitas ali, têm menos de 10 anos, ou seja, podem ser considerada recentes. Mas por mais que eu me esforce, eu sinceramente não consigo lembrar de como era aquela rua antes de todas aquelas casas serem construídas. É isso que eu não me conformo. Moro nesse bairro desde os 6 anos de idade, passo por aquela rua praticamente todo dia, e pior, a pé, como é que eu não lembro? Putz, muito sinistro.. Bom, dizem que tem vários tipos de memória.. Eu não sei os nomes, mas lembro que eu vi isso na faculdade. Mas tudo bem, acho que acontecimentos são mais importantes do que lembrar de terrenos. Mas eu acho muito curioso eu passar anos pela mesma rua e não conseguir lembrar como ela era há 10 anos atrás..

See Ya!!


Type O Negative - Light My Fire (Doors cover) live

terça-feira, agosto 17, 2004

Uma estranha no ninho

É assim que eu me sinto várias vezes por aqui. É algo que não tem como explicar, mas é uma sensação muito estranha, mesmo porque eu, apesar de eu não ter nascido aqui, fui criada aqui, portanto me considero blumenauense, pelo menos de vivência. E a coisa mais engraçada é que, de uns anos pra trás, eu tenho conhecido várias pessoas maravilhosas. Pessoas que mesmo sendo diferentes de mim, sempre me acrescentam algo, e no fundo, temos algo em comum. É legal? Sim, é ótimo, mas tem um pequeno detalhe. TODAS essas pessoas moram em outras cidades. Estranho né? Não entendo essa minha capacidade de fazer galeras fora, e aqui não. Será que eu sou tão diferente assim? Ou será que eu sou um ET? Putz, ninguém merece. Já tive altas galeras aqui, mas infelizmente, se desfizeram, graças a brigas bobas, competições piores ainda, dentre outras coisas a mais..
Perco várias coisas que eu gostaria de ir, por não ter com quem sair. E apesar de ter amigas aqui, e adorar todas elas, mas não são do meu estilo em muitas coisas, o que as vezes até nos afasta um pouco. Isso é um porre.. É estranho, não tem como explicar.. As vezes eu penso que o problema tá comigo mesmo, mas não sei aonde.. Ou eu sou diferente demais pra morar aqui.. ou .. ah, sei lá. Já falei que eu tenho uma relação de amor e ódio com essa cidade, e pelo visto isso não vai acabar nunca. Talvez o dia que eu vá embora daqui, eu sinta falta.. ou não..

Bom, estou numa fase que entro na net sem paciência pra teclar com muita gente. Muitas pessoas já devem ter reparado que eu dei uma sumida do msn, e icq então, faz muito tempo que eu não ligo. É o seguinte.. Primeiro que eu to meia que viciada no tal do orkut.. Fico horas lá lendo as viajadas, e caindo na gargalhada. Segundo que minha vida anda tão monótona ultimamente, que não tenho tido saco pra ficar teclando com trocentas pessoas e simplesmente não ter o que falar. E não é todo dia que eu tenho paciência de inventar papo, assim como várias pessoas também não devem ter. Então, optei por ficar um tempo sem ligar o msn.. Não é nada pessoal com ninguém, é falta de paciência da minha parte mesmo.. E se for pra ligar e não falar com ninguém, ou responder de má vontade, prefiro nem ligar nada.. Mas eu não irei desaparecer, a não ser que meu pc exploda :P.. É só uma fase mais instropectiva mesmo..
Bom, é isso aí..

See Ya!!

Yö - Rakkaus On Lumivalkoinen

domingo, agosto 15, 2004

É.. ontem finalmente eu saí! ehehehe.. saí pra balada propriamente dita, depois de trocentos anos sem saber o que é dançar.. Mas tá valendo. Acabei indo pra Rivage, apesar de não estar muito afim de ir lá, mas minha amiga tava louca pra ir, então acabei indo. Até que tava legal. Mas sinceramente, não me divirto mais lá como me divertia nos anos anteriores. Sei lá, parece tudo tão sem graça. Mas por outro lado, eu ri pra caramba das famosas figurinhas jacus que aparecem em toda noite em qq lugar.. Só por isso já valeu a pena. Mas sinceramente, tão cedo eu não volto lá. Já falei pra minha amiga, vamos em outros lugares, tem alguns aqui em Blu que são bons.. Tem o Camorra, que as vezes tem shows legais aos sábados, tem a RED, enfim, vamos procurar que a gente acha. Aliás, acho que eu vou na festa dos anos 80 na RED, se não cair bem no findi da Darkness Fall em Joinville.. Essa festa promete, pelo visto vai ser show de bola! Tô precisando de festas assim, com shows, pra eu pular.. poin poin!
E por falar em Setembro, daqui a pouco já estamos lá.. e mais um mês se acaba... Já estamos na metade de agosto, q horror.. Queria que tivesse um botão de câmera lenta pra ver se passa mais devagar o tempo. Talvez pra dar mais tempo de aproveitar sei lá. Mas, como não dá, o jeito é curtir como está mesmo.

Ah, antes de finalizar gostaria de dizer que está cada dia mais difícil visitar blogs. O weblogger quando carrega a página, o sistema de comentários está fora do ar. Agora o Blogger tá de TPM, e tem vez que não carrega post, não carrega nada.. Então, caso alguém que comentou aqui fique sem comentário por um dia, é pq realmente não carregou o blog, e infelizmente, sem ler, não dá pra comentar né..

Ótima semana a todos :)
See Ya!!


In Flames - Only For The Weak

sexta-feira, agosto 13, 2004

Pena de morte

Assunto bem complicado esse. Meu amigo F®ØG me fez essa pergunta nos comentários do post anterior, e eu resolvi então escrever um post sobre isso.
Pena de morte no Brasil realmente é muito complicado, visto que nossa justiça mais falha do que tarda. Mas confesso que pra certos crimes bárbaros eu sou a favor. Acho que já pagamos imposto demais, e como já não bastasse sustentar trocentos filhos da mulherada pobre que os fazem pra ganhar o sustento do governo, ainda temos que sustentar vagabundos na cadeia. Mas antes de pena de morte, eu sou completamente a favor de trabalho. Sim, botar essa cambada de sem vergonha pra trabalhar, pra pagar a comida que vão comer. O Brasil tem tanta coisa pra fazer. Estradas, casas populares.. Enfim, bote essa cambada pra asfaltar as estradas do nordeste, norte, interior, que na grande maioria estão um caos. Pelo menos estariam fazendo algo útil pro país. Mas não, "trabalho forçado" é crime. Oh! E o que eles fazem não é crime. O problema é que o bandido é muito protegido pela lei. E tem gente que tem pena. Eu sinceramente, não tenho pena nenhuma, e confesso que, por mais que possa parecer "desumano", fico feliz em ver bandido morto. É, pode ser desumano, mas mais desumano ainda são o que eles fazem. E quando eu falo bandido, não falo somente dos pobretões da favela lá não. Falo desses filhinhos de papai que queimam índios, e que fazem trocentas atrocidades também. Desses eu também não tenho pena nenhuma! Não tenho pena nenhuma daquele carinha que foi pego na Indonésia com porte de droga e estava ameaçado de morte. Acho que ele sabia do risco que tava correndo, se quis colocar a bunda na seringa, agora que aguente as consequências.
Agora, quanto a pena de morte propriamente dita, sou a favor em certos casos realmente extremos. Casos como aquele maluco que entrou no shopping atirando em todo mundo, ou daquelas pessoas que torturam crianças e assassinam como se fosse um vira lata. Esse tipo de gente por mim, tem que morrer. Pra que eu vou sustentar um monstro desses? Se não tem cura? Não tem jeito? Sim, eu acredito que certas pessoas não tem jeito mesmo. Vide o tal do Champinha lá que matou o casal em SP, citado no post anterior. Isso não é gente. É um monstro.
Argumentos sempre usados como "ah, eu sou a favor da vida".. Sim, eu também sou a favor da vida, por isso mesmo defendo que essa corja morra. Pra evitar que muitas outras mortes ocorram..
Mas digo e repito. Pena de morte SOMENTE em casos extremos.. E aliás, coisa que nunca vai acontecer, mas se viesse a ser adotada pelo Brasil, a lei deveria mudar e muito.
Agora, sou completamente a favor de botar essa corja pra trabalhar, e trabalhar pesado. Para pelo menos tentar fazer juz aos impostos que a gente paga pra sustentar essas coisas!

Bom.. hoje é sexta feira 13! brrrr!! Acho que amanhã irei sair! que emocionante isso! ehehehehe.. Enfim, aproveitem o fim de semana e festem bastante!

See Ya!!


The Mars Volta - Televators

quarta-feira, agosto 11, 2004

Febem acusa 10 funcionários de tortura em SP

Ai que gracinha...
Como se não bastassem ser rejeitados pelas próprias mães, pela sociedade e por todo mundo, ainda o único lugar que os "acolhe" torturam. Nossa!
Sempre acreditei que FEBEM é uma escola de criminosos. Em todos os sentidos. Agora, tive mais certeza ainda, pois além das crianças que roubaram um pão na padaria por estarem com fome ficarem misturada com mini capetas como o tal lá que assassinou aquele casal com requintes de crueldade em São Paulo uns tempos atrás, ainda os próprios funcionários fazem parte desse "aprendizado".
Engraçado. Os acusados alegam que eles estavam tentando fugir. Obviamente, tem muito marginal ali dentro, assim como uma cadeia. A diferença é que lá são mini marginais. Na cadeia, são marginais maiores de idade. Realmente, a pergunta que fica no ar é: Aonde esse mundo vai parar? Quando essas crianças voltarem pras ruas o que vai ser delas? E de nós? Pois elas irão descontar sua raiva em cima de alguém. Pode ser em mim, ou em você que está lendo esse post agora.

Ontem, estava no orkut, debatendo um tópico da comunidade Brasil sobre o aborto. No meio da discussão, um rapaz disse que "toda mãe ama incondicionalmente seu filho".. E eu discordei com certeza. Se toda mãe amasse incondicionalmente seu filho, isso não existiria. Não existiriam bebês jogados no lixo, nem tanta criança de rua. Não existiriam mães permitindo que suas filhas sofressem abuso sexual dos companheiros, sendo que muitas sabem e fingem que não sabem, até que um atragédia maior aconteça.. e ainda têm coragem de ter relações sexuais com um homem que abusa sexualmente da filha.. PODRE!! Devia ir pra cadeia junto com o fdp.. por ser conveniente com o crime..
Muitas mulheres fazem trocentos filhos pra ganhar ajuda do governo. É uma pouca vergonha geral, e apoiada pelo governo. Eu acho que deveria ser ao contrário. Casal com no máximo dois filhos, ganha ajuda, ganhou o terceiro, se ferra. Não acho justo pagar tanto imposto pra sustentar filho dos outros. Perdoem-me a minha "dureza". Mas é aquela velha história. Quanto mais ajuda, mais vão querer. E cada dia o país vai virar mais zona do que já é.
Só resta pedir proteção a Deus mesmo.. pq do jeito que as coisas andam.. não sei não viu..

See Ya!!


Kanzas - Play the game tonight

terça-feira, agosto 10, 2004

Um tédio geral.
Ontem, estava navegando tranquilamente, quando de repente, só escuto aquele estouro. BUM! e logo em seguida, tudo escurece. Um transformador resolveu estourar 10 da noite, em pleno inverno. Nem quero imaginar como vai ser no verão.
Um tédio tão grande tomou conta de mim que já estava quase entrando em desespero. É nessas horas que eu vejo como eu sou escrava da energia elétrica. Aliás, não somente eu, acredito que muitas pessoas são. Eu sinceramente, ODEIO ficar sem luz, principalmente a noite. Se está com uma galera, ou acompanhado de namorado/a até vai, mas sozinha é uma bostona!. Primeiro que não dá pra fazer nada. Geralmente quedas de energia nos pegam de surpresa, e até acharmos uma vela, e acharmos um discman, fica complicado. Ficamos olhando pro teto meditando, pois não temos música, não podemos ler direito, afinal, ler a luz de velas é uma droga, não temos computador, não temos TV. Enfim, não temos NADA. Não sei como eu reagiria diante a um black out sinceramente.. Acho que morreria de tédio e até raiva por não poder fazer nada.
E dizer que pra 2009 se não me engano estão prevendo outro apagão. Que pouca vergonha.. Realmente esse governo só ROUBA da gente mesmo. Em 2001 foi a crise energética. Putz, será que não deu pra investir o suficiente pra nos proporcionar um abastecimento decente? Ah, fala sério. Pra que a gente paga imposto? Pra sustentar político ladrão. Deprimente.. Realmente, esse não é um país sério...

See Ya!!

Linkin Park - My December

segunda-feira, agosto 09, 2004

Aulas de Religião.

Continuando os "causos" dos tempos de colégio. Eu estudei um tempo em um colégio de freira, e obviamente tive aulas de religião. Sinceramente, quer coisa mais bizarra do que isso?
Eu lembro de algumas pérolas, dentre elas, pra começar, os professores..
Tinha um que não era muito adepto ao banho. Era uma alegria geral. E ele era uma figura das mais viajonas possíveis. Eu lembro que eu e mais duas amigas, começamos com a idéia de pegar uma folha de caderno, e desenhar o professor. Ficávamos passando entre nós 3, e cada uma acrescentava algo bizarro como por ex: ranho saindo do nariz, com direito a setinha explicativa. Não demorou muito pra que a sala inteira quisesse participar. Era divertidíssimo! A sorte é que nunca o professor pegou, se não a gente tava ferrada! ehehehehe
Outro professor que a gente teve, tinha domínio zero na sala de aula. Mas também, pudera. imagina uma sala com 50 alunos, todos na faixa etária de 13-15 anos. Realmente, controlar uma turma dessas não é pra qualquer um. E com mais certeza ainda, não era pro nosso pobre professor de religião. Ele entrava na sala, e tava aqueeeeeeela zona. Aí, o coitadnho ia lá pra frente, ficava encostado no quadro com um braço pra cima e pra baixo falando: "atenção, atenção, atenção, atenção".. Só nessa brincadeira já iam uns 15 minutos da aula! Aliás, acho que "atenção" era a palavra preferida dele, uma vez eu fiz questão de contar, em 45 minutos de aula, contabilizei nada mais nada menos que noventa e não sei quantos "atenção".. Isso sem contar os vídeos que ele passava. Vídeo sobre greve (se alguém aí souber a relação de greve com religião me avisa, pq até hoje eu não descobri), dentre outras bizarrices a mais. Isso sem contar os hinos "maravilhosos", que parecia que estavam morrendo.. Eu lembro do trecho de um: "é por causa do meu povo machucado, que acredito em religião libertadora..". Realmente, muito emocionante. E claro que isso rendia altas gargalhadas na sala ..
E os livros? Lembro de um que falava de missionários, e ao relatar a vida de um, falava algo do tipo: "fulano sempre vivia em função do povo, e por causa disso, foi barbaramente assasinado..", e contava até os detalhes do assassinato: "a bala entrou no tórax e dilacerou os órgãos internos".. realmente super religioso!
Isso sem contar minha sinceridade. Nunca aprendi a rezar o terço, e pra mim, com perdão de quem segue a fé católica, não quer dizer nada, portanto nem fiz questão de aprender. Um belo dia na capela, a irmã pediu pra eu rezar ave maria e eu, na época com uns 13 anos se não me engano respondi na lata: "não sei".... A sinceridade foi tanta que a coitada da irmã ficou até sem reação.. tadinha :P
Como eu sempre digo, é só alegria!

See Ya!!


Ville Valo &Tehosekoitin - Valonkantaja

domingo, agosto 08, 2004

Lembranças do colégio..

Estava conversando com ela sobre certos acontecimentos na nossa época de colégio, e lembrei de algo muito cômico que ocorreu quando estava no segundo colegial. Tinha um rapaz que estudava com a gente, que era meio lesado da idéia. Ele era gente boa, mas era daquele tipo de pessoa que quando vc fala, daqui a 10 minutos ela vira pra você e pergunta daquele jeito: "heeeeeein?". E apesar de tudo, ele vivia tirando notas boas no colégio! Era impressionante. Toda aula ou ele estava dormindo, ou ele estava conversando. E sempre tirava notas boas. Vamos chamá-lo de dito cujo.
Um belo dia, numa aula super "interessante" de OSPB. O professor pediu pra um aluno ler um texto mais "interessante" ainda do livro. E o dito cujo lá conversando. O outro aluno acabou de ler o texto, de repente o professor vira para ele:
"Dito Cujo, sobre o que tava falando o texto?"
*silêncio sepucral na sala de aula* (sabíamos que iria vir alguma merda)
O dito cujo lentamente tenta achar o livro de OSPB embaixo da carteira.. Nisso um amigo passa o livro pra ele aberto na página certa.. e ele ainda teve a capacidade de ficar procurando a página..
* e o silêncio sepucral na sala continuava*
Ele finalmente acha a pagina, e olha para ela.. Fica um tempo em silêncio.. Com a cabeça ainda baixa, levantando somente os olhos em direção ao professor, e com aquela típica voz lerda responde:
"Ah professor... Fala de OSPB"
Diante a brilhante resposta, a sala inteira obviamente caiu na gargalhada, e até hoje eu caio na gargalhada só de lembrar isso.
Bons tempos que não voltam mais...

Vou começar a postar mais palhaçadas dos meus tempos de colégio, e até de faculdade mesmo. Adoro lembrar dessas coisas..

Enfim.. Hoje é dia dos pais certo? Como já disse outras vezes, pra mim, dia dos pais é todo dia, assim como dia do amigo, dia das mães, dia das crianças, é todo dia. Mas, pra não ser do contra, então desejo aqui a todos os pais, um feliz dia dos pais!

E pra finalizar, responderei a um comentário. Como a pessoa não deixou nenhum email, ou endereço, respondo aqui mesmo:


Oi...eu sou de Timbó! SC.

Por acaso me chamou de caipira?
Por que?

See Ya!!

Journey - Wheel in the Sky

sexta-feira, agosto 06, 2004

Animais no trânsito

Depois de uma noite mal dormida, e ter que ficar um dia praticamente inteiro fora de casa, com o maior sono, estou viva.
O que mais me deu raiva, é que eu deitei com sono pra dormir, e por causa de um barulho sinistro, eu acordei e preguei o olho 7 da manhã.
Como não tinha escapatória, tive que ir pro centro com a Lídia, pra não dormir de babar no carro, resolvi prestar atenção no trânsito. Principalmente nas pessoas que estão por trás do volante. Nossa, como se vê gente bizarra.. Sem contar que a Lídia é meia estressada no trânsito (ela quem tava dirigindo, graças a Deus, cada vez que eu vejo esse trânsito me desanima de pegar o carro), então, ela vive falando besteiras no carro, e eu claro, me rachando de rir.
Mas é impressionante como tanta gente usa um volante pra se auto afirmar. Principalmente os homens (por favor, não venham com papo de que eu estou sendo feminista, pq eu sei que tem muita mulher que também faz altas cagadas no trânsito). Parece que ainda existe aquele estigma volante associado com virilidade, pq o que tem de homem se achando, e pior, fazendo cagadas, ninguém merece. Quando estávamos na Rua 7, a Lídia ligou a seta querendo passar pra pista da esquerda. E o cara simplesmente ficou empacando ela no meio da rua, só pra zuar. Q q ela fez? Enfiou o carro, e obvio que o cara teve que freiar na marra.. E o imbecil ainda teve a cara de pau de buzinar!
Sem contar os playboys com carão de mal fazendo pose no volante.. Meu deus, eu me rachava de rir. E também tem os famosos caipiras de Ilhota, Timbó, Indaial, Pomerode (cidades vizinhas a Blumenau pra quem não sabe), que acho que por morarem em cidade pequena, e não estarem acostumados com trânsito, simplesmente ficam no MEIO da pista andando a 20 por hora. E geralmente é uma Brasília. Comédia pura. Enfim, não babei no carro, e me diverti pra caramba.
E por falar em bizarrices no trânsito, me lembrei de Maringá. A cidade onde vi mais coisas bizarras em toda minha vida, e a única cidade na qual eu tenho medo de atravessar a rua, mesmo que seja no sinal. Juro por Deus. Acho que os caras lá tem uma verdadeira queda por corrida, e estravazam essa vontade de competir como se fossem carros de fórmula 1 nas ruas da cidade.
E o que dizer de Prudente? A cidade com mais número de valetas por metro quadrado, aonde quem tem um carro mais baixo se ferra pq tem que freiar e passar atravessado, e vem um apressadinho atrás e cabóf no seu carro. Muito emocionante! E foi isso que aconteceu na última vez que eu estive lá. É uma experiência emocionante!
Puxa, fiquei com saudade dessas duas cidades, e não vejo a hora de voltar pra lá! Como eu quero viajar pra longe!!
Enfim, cada dia que passa, vejo que realmente trânsito é mais ou menos parecido com um zoologico, com certos animais motorizados.. Divertidíssimo :P

Desejo a todos um ótimo fim de semana!
See Ya!!

Rammstein - Du Riechst So Gut


quinta-feira, agosto 05, 2004

Crise de criatividade

Vocês devem ter reparado que eu não estou postando com toda frequência, ou seja diariamente..
Não, não estou abandonando o blog, imagina, a última coisa que eu quero é largar dele. É que ultimamente tenho passado por uma crise de criatividade como fazia tempo que não passava. Sabe o que é sentar na frente do pc, e não sair NADA? O cérebro simplesmente se recusa a trabalhar, por mais que vc queira que ele trabalhe...
Pois é, é bem assim que eu me encontro. Então, pra não chegar no blog e escrever: "hoje eu fiz isso isso e aquilo, por favor comentem", o que não é o meu estilo, resolvi ficar realmente sem postar nada.
E pior que não é nem somente com o blog. É geral. Com fotologs, com cartas, com tudo.. Q horror!!
Espero que em breve essa crise de criatividade passe!

See Ya!!

BlutEngel - Die With You

terça-feira, agosto 03, 2004

Correria..
Ontem corri o dia inteiro. Uma amiga está procurando apartamento pra alugar, e eu como estou sem fazer nada mesmo resolvi acompanhá-la. Rodamos essa Blumenau praticamente inteira, até que finalmente ela achou uma kitinete show de bola na Vila Nova, bem pertinho aqui de casa. Pelo menos o dia passou rápido. Muito bom..

Hoje foi minha primeira aula de alemão. É muito doido começar um idioma do zero, mas eu acho que vou me dar bem. A turma é sensacional, a professora show de bola, enfim. Acredito que eu vou me dar bem, principalmente pelo entrosamento da galera.. E esse foi mais um dia de correria..

Agora que eu parei um pouco pra respirar, posso ver como eu estou acomodada. Não estou mais acostumada a um dia corrido, ontem mesmo, eu capotei super cedo, nem guentei ligar o msn pra teclar com ninguém. Isso me fez lembrar os tempos de faculdade. Nossa, era uma correria ferrada, e eu sempre arranjava tempo pra fazer alguma coisa. Depois de um dia inteiro estudando e trabalhando, ainda guentava ficar na net até quase 1 e pouca da manhã, escrevia cartas pra quase 200 pessoas, saía pra caramba.. Ih meu deus. Acho que tá mais do que na hora que eu voltar nessa vida.. Sabe que me dá saudades?

Bom, o cérebro não está funcionando, e eu ainda tenho que postar em outro blog.. tô ferrada.. ahahahaha.. vou ter que espremer.. putz, por falar em espremer, eu lembrei daquela propaganda.. era Mirinda? Acho que era isso, se não era, era parecido, putz.. O cara literalmente espremia a garrafa pra sair a última gota.. Completamente tosco. ehauehauehuahe..

See Ya!!


Asia - Only Time Will Tell

domingo, agosto 01, 2004

Até que meu domingo foi legal..
Recebi a visita de dois amigos meus de Joinville. Deu a louca nos dois e eles vieram aqui me dizer um oi.. Mó doidera! Por incrível que pareça, eles acharam aonde eu me escondo com facilidade.. E como Blumenau não tem nada pra fazer domingo, fomos no shopping dar umas voltas. Acabei encontrando duas amigas minhas por lá, e ficamos um tempo trocando idéias. Um domingo diferente, aleluia!
É sempre bom receber visita de quem gostamos.. Agora não vejo a hora de voltar a Joinville . .Saudade do povo de lá

Vou ficando por aqui, e desejo uma ótima semana pra todos vocês ;)

See Ya!


Journey - Don't Stop Believin