terça-feira, março 31, 2009

Saí rapidinho pra comprar pão e coca-cola.
Deixei a porta do meu quarto aberta, e meu laptop ligado.
Quando volto, me deparo com essa cena:

Photobucket

Cheguei a conclusão que meu gato é nerd... Acho que mais nerd que a dona


Photobucket

Ai ai ai...

domingo, março 29, 2009

Divertidíssimo!

Nunca imaginei que adicionar o Live Feedjit iria me divertir tanto. Nele tenho como ver por onde o povo chegou no meu blog, e procurando o que. No começo não dei muita bola, mas depois comecei a clicar nos links. Me deparei com muitas buscas no google e similares muito engraçadas. Até fiz uma listinha e resolvi compartilhar com vocês.. Olhem só:

-> ''Extintores de incêndio sem embalagem''
-> ''Digeplus é bom, resolve''
-> ''Quantos anos uma criança tem que ter para decidir'' (altamente filosófico)
-> ''Doações desviadas da Vila Germânica''
-> ''Traficantes pegos em Pomerode'' (!!)
-> ''PAUNOANUS'' (huahuahuahuahuahuahua sem comentários)
-> ''Turco f***endo'' (sem comentários total!!!!)
-> ''Misere Mani Significa''
-> ''Andamanês primitivos habitantes da região do golfo da bengala'' (hein??)
-> ''Lotadão Blogspot''
-> ''Termos que caíram em desuso''
-> ''ex-bbb milenia'' (tem alguma ex bbb com esse nome??)
-> ''tinho@yahoo.com.br'' (Alô Tinho, tem alguém te procurando :P)
-> ''Fotos de ânus no museu'' (putz!)
-> ''Como retirar um vespeiro em São Paulo'' (eu também não sei)

Depois disso, todo dia dou uma olhada lá pra achar novas buscas engraçadas.. Em breve terei outra listinha poética pra compartilhar com vocês! heheheheh

Boa semana!

sábado, março 28, 2009

Finalmente foi feito algo para coibir práticas abusivas das operadoras de telemarketing! Eu já fiz o meu cadastro correndo! Vamos ver se isso vai dar certo mesmo. Tenho minhas dúvidas, pois já tem empresa chiando, dizendo que a lei é inconstitucional e bla bla bla.
Eu achei isso uma excelente idéia, e deveria valer no Brasil inteiro. É simples: quem quer continuar recebendo ligações, não se cadastra, quem não quer (acredito que a maioria hehehe), vai lá e se cadastra. Ninguém é obrigado a nada. Prevalece a vontade do titular da linha.

Quem acompanha meu blog há tempo, sabe que eu simplesmente detesto essas ligações. Eu sou da seguinte opinião: se eu quiser um produto, eu vou atrás. Eu faço o pedido por vontade própria. Simples assim. Tudo bem, entendo que essas pessoas estão trabalhando. Mas acredito que está na hora das empresas reverem as técnicas de abordagem. Afinal, se os operadores não fossem tão insistentes, ligando mil vezes pra sua casa/trabalho/cel, insistindo em algo que a gente já disse que não quer e pronto, essas medidas não precisariam ser tomadas. O que mata nem são as ligações, mas sim a insistência.

E vamos ver até aonde essa novela vai parar...

sexta-feira, março 27, 2009

É de se espantar a quantidade de gente que simplesmente descarta seus animais de estimação. Em Blumenau, todo fim de ano era uma desgraça. Cansava de ver animais nas ruas, inclusive de raça, pois todo mundo fugia pra praia, e ninguém queria saber de gastar dinheiro com bicho de estimação, e nem levá-los junto.
Muitos descartam porque eles aprontam. Eles acham um filhotinho, seja de gato ou cachorro fofinho, mas esquecem que eles mordem, destróem as coisas - principalmente se não forem educados, coisa que muitos donos não tem paciência de fazer - te acordam de madrugada (gatos são mestres nisso), descobrem o puxa-saco na cozinha e tiram todas as sacolas pra fora (eu deparei com essa cena hoje de manhã), escalam no box do banheiro (gatos também são mestres nisso), dentre outras estipulias a mais. Muita gente acha que o animal tem que ficar parado, que nem um bichinho de pelúcia o dia inteiro. Se esquecem que animais são seres vivos, que fazem xixi, cocô, vomitam, podem ficar doentes, e por aí vai.
Fora os gastos. Sim, um animal de estimação tem seus gastos, com vacinas, ração, castração (castrar evita doenças e crias indesejáveis,), caixa de areia + areia no caso dos gatos, escovação, banho e passeios diários no caso dos cachorros. Tudo isso gasta dinheiro. É normal. Mas muita gente acha que não. Aí, joga o pobre animal na rua.

Eu tenho 3 gatos. Como disse anteriormente, eles aprontam, como qualquer gato saudável. Descobrem coisas que até Deus duvida. Aprenderam a abrir a porta do móvel de TV a da sala. Descobriram o puxa-saco na cozinha, e fazem a festa com as sacolas - Ultimamente eu tiro de lá antes de dormir. Em vez em quando um deles escala o box do banheiro. São uns pestinhas, mas eu os amo mesmo assim. E tenho plena consciência que desde que os peguei da rua, que eles merecem ser bem tratados, e como qualquer ser vivo, tem seus defeitos. Afinal de contas, seres humanos também tem defeitos, e muitas vezes piores que simples sacos plásticos espalhados pelo chão. Além do que, a alegria que eles me dão compensa todas as traquinagens que eles fazem!

Conheçam meus filhinhos:

Photobucket



Então.. Se você não tem um animal de estimação e está pensando em ter um, pense bem. Mas pense mesmo! Você tem paciência para educar um filhote? Tem como manter as vacinas em dia, dar ração que tenha pelo menos o mínimo de boa qualidade? Tem consciência de que ele pode ficar doente, e precisar de tratamento? No primeiro móvel arranhado já vai ficar com raiva e pensar em dar fim no animal? Tem tempo pra dar atenção e carinho? Pra brincar um pouco com ele? Reflita bem, e tenha em mente que um bicho de estimação pode viver até 15 anos, então, lhe acompanhará por um bom tempo. Caso não tenha toda essa disposição, melhor não ter. Tenha um bicho de pelúcia.

quinta-feira, março 26, 2009

Termos que caíram em desuso.

Hoje, depois de anos, finalmente consegui baixar uma música que eu estava atrás faz tempo. Tenho ela gravada em fita, mas eu ainda não desencaixotei.. E pra completar a meleca, meu toca fitas não funciona mais, e o outro som tá com a minha mãe, então, só posso pegar quando ela viaja. Estou tão feliz com a tal música, que já é a quinta vez consecutiva que eu a escuto. Eu sou daquelas que quando fissura numa música, escuto um milhão de vezes seguido.

Estou eu no msn, conversando com uma amiga, e contando a felicidade de ter conseguido tal música, e falei pra ela que hoje eu iria ''furar'' a mp3. Claro que o furar tem que ir entre aspas mesmo, visto que é impossível furar uma mp3, pelo menos literalmente falando. Mas isso me fez lembrar de termos que eu ouvia direto quando era criança e adolescente, e que hoje não são mais tão usados, ou até são, mas nos dias de hoje ficaram ultrapassados. E uma delas, é exatamente ''furar o disco''. Eu vivia escutando isso da minha mãe, quando escutava trilhões de vezes a mesma música.

Outra expressão que não é usada hoje em dia, é ''vira o disco''. Era falada geralmente para malas sem alça que só sabiam falar sobre um assunto.

E o ''cair a ficha'' então? Fichas graças a Deus não existem mais (ufa!). Mas até que esse ditado tem resistido ao passar dos tempos. Vira volta, ouço alguém falando isso, principalmente quando param de boiar sobre um assunto.
É isso aí, a tecnologia vai evoluindo, e isso influencia também nos ditados populares. Aliás, quais são os substitutos para esses ditados? Não lembro de ter ouvido por aí..

Photobucket

terça-feira, março 24, 2009

Ontem foi um dia legal.

Eu, e duas amigas fomos no Aquário de São Paulo. O lugar em si é muito bacana, dá pra tirar muitas fotos legais, e curtir os peixinhos, jacarés, arraias, pinguins, morcegos, e etc.
O que matou foi o morrão pra subir. Os mapas nunca nos preparam pro tipo de rua que nos espera. E quando saímos do metrô e olhamos pra ladeira enorme que teríamos que subir.. Quase voltei... E o mais engraçado de tudo, é que aquela rua não segue nenhuma numeração lógica. A numeração vai subindo. De repente, do 500 e poucos, volta pro 400 e poucos. Aí vai pros 500 e poucos de novo. Aí, quase lá no final, chega o aquário, com o número 407. Que esquisito! Mas apesar de tudo isso, o passeio valeu a pena. Até consegui tirar uma foto parecida com o BuddyPoke do orkut:

Acariciando o T-Rex versão buddypoke:

Photobucket


Acariciando o T-Rex, versão real:


Photobucket


Photobucket

A gente se diverte!

sexta-feira, março 20, 2009

Todo mundo tem o seu lado trash.

Vejo muita gente criticando quem não curte certos programas populares como BBB por exemplo, muitas vezes taxando essas pessoas de 'pseudo-intelectuais e coisas do gênero. Confesso que pseudo-intelectuais são pessoas extremamente chatas com certeza, mas não acredito que o fato de não gostar de BBB me torne uma.
Sim, eu simplesmente detesto esse programa. Já tentei assistir, confesso, mas não consegui ver graça absolutamente nenhuma. Tanto que nesse agora nem sei nome de ninguém, e estou mais perdida que cego em tiroteio.

Mas claro, como um bom ser humano que se preze, tenho o meu ''lado trash''. Acho que todos nós temos. Acredito que seja impossível gostarmos somente de coisas intelectuais, culturais, durante 24 horas por dia. Em vez em quando nosso cérebro precisa de uma pausa, e precisamos assistir/ler/ouvir coisas que não nos faça pensar muito. E eu tenho um extenso lado B. Confesso que curto algumas músicas da Britney Spears, Backstreet boys e coisas do gênero. Me racho de rir escutando A melô do ânus. Adoro assistir o desenho tosco ''O Show do Sr. Inferno na VH1. E confesso, sem nenhuma culpa, que simplesmente a-d-o-r-o Happy Tree Friends. Eu simplesmente me escangalho de tanto rir com esses desenhos. É algo tão tosco, tão surreal, e tão fora de órbita, que não consigo não rir.
Fala sério, tem coisa mais tosca que isso?



Há dois dias atrás, uma amiga me passou um vídeo do Fall Out Boy que é feito todo com eles. Nunca tinha prestado muito atenção nessa banda, mas eu ri muito com o vídeo:



Divertidíssimo!

Então, meu lado trash é extenso, e não tenho vergonha de assumir as tranqueiras que eu curto. E qual é o Lado trash de vcs? hehehehe

quarta-feira, março 18, 2009

Guia traça situação dos banheiros públicos em SP

Tá aí uma pesquisa interessante, e porque não, útil. Realmente, em termos de banheiro público, não só São Paulo, mas a maioria das grandes cidades brasileiras são uma lástima. Na rua mesmo, não existe. Só nos shoppings, mas nem sempre estamos perto de um para usar. E quando tem... estão num estado que sinceramente, mais vale a pena fazer xixi no chão.

Para os homens, usar banheiros públicos é até mais fácil, mas nós mulheres pastamos. Temos que fazer altos malabarismos para não sentarmos naquelas privadas imundas, principalmente em se tratando de danceterias e bares. Em cinemas e shoppings costumam ser limpos, e bem melhores, o problema é quando são usados produtos de limpeza de quinta categoria, e fica aquele cheiro de xixi com os produtos misturado. E o drama do papel higiênico? Vira volta, tá em falta. E da-lhe malabarismo pra pegar o lenço de papel de dentro da bolsa. E aqueles banheiros químicos então? Aquilo é um horror! Sinceramente, prefiro fazer xixi no mato. O risco de se pegar uma doença é bem menor.

Agora, uma coisa que eu sou completamente contra, é a cobrança para usar banheiros em rodoviárias. Muitos falam que é para a manutenção, mas peraí.. Pagamos taxa de embarque pra que? Exatamente para a manutenção da rodoviária, e isso deveria estar incluído os banheiros. Sem contar que tem uns banheiros de rodoviária que não valem nem um centavo, quanto menos um real. Eca! Ainda bem que pelo menos nos aeroportos não existe essa cobrança absurda. Pelo menos isso...

terça-feira, março 17, 2009

Teorias da Conspiração

Muito se fala sobre canetas Bic criadas por alienígenas, e guarda-chuvas que desaparecem no além (ou de acordo com o texto, mudam de dimensão). Pois bem, eu tenho um guarda-chuva que superou todas as expectativas, e continua comigo há quase 11 anos. Sim, isso mesmo que vocês leram, há quase 11 anos eu tenho um guarda-chuva! Lembro que estava cansada de gastar 5 reais naqueles de camelô made in China, e entrei numa loja no Shopping de Blumenau. Pedi um que durasse, e a mulher me mostrou um que na época custou aproximadamente 18 reais! Eu achei que era uma mega fortuna para um simples guarda-chuva, ainda mais no ano de 1998. A vendedora me garantiu que ele era duvárel. E olha que ela estava certa. Mesmo assim, achei que ele duraria no máximo um ano. E o tempo foi passando, passando.. E olha ele aí ainda, quase 11 anos depois:


Photobucket


Além das canetas bics criadas por ETs, e dos guarda-chuvas que mudam de dimensão, acredito que existe outra categoria de objetos que têm vontade própria: fios. Sejam eles de qualquer coisa. Da televisão, do computador, carregador de celular, do estabilizador.. A gente coloca o fio ali quietinho, esticadinho. No dia seguinte, ele está embolado! Como é que pode? A coisa piora quando são mais fios juntos! Podemos colocar eles lá, bonitinhos, lado a lado, dobradinhos.. No dia seguinte, eles estarão embolados uns com os outros! E da forma mais difícil de desembolar! Será que existe alguma explicação para isso? Eu adoraria saber...


Photobucket

segunda-feira, março 16, 2009

Ando sem muita inspiração pra postar.. Infelizmente minhas urticárias voltaram, e o Histamin tava me deixando completamente dopada. Argh! Parece que agora acertei o medicamento.. Pelo menos não tenho sono, e as ''queridas'' estão sumindo. Ainda não descobri o que está desencadeando as crises, e não estou nem um pouco afim de furar meu braço quinhentas vezes pra isso. E claro que por Murphy ser meu amigão, logo agora que estou sem plano de saúde tem que me acontecer uns pepinos desses...

Bom, não quero começar a semana com um post de lamentações, então deixo aqui um vídeo tosquérrimo e engraçadíssimo dos Los Conquistadores, um grupo do Equador..



Reparem na coreografia.. F-a-n-t-á-s-t-i-ca!

quinta-feira, março 12, 2009

Muitas pessoas pelo Brasil sofrem de doenças sanguíneas. E para obter a cura, somente com um transplante de medula óssea. Mais de 60% dos pacientes não possuem doadores na família, o que faz com que sejam obrigados a procurarem em terceiros. Infelizmente, achar alguém 100% compatível num país miscigenado que nem o nosso é muito difícil, o que faz com que a probabilidade de achar alguém é de 1 em 100.000!

Então.. Alguém de vocês já pensou em se cadastrar para ser doador de medula óssea? É um procedimento super simples, além do que, quanto mais gente se cadastrar, mais chances as pessoas que sofrem de doenças sanguíneas terão de obter a cura.

Procedimentos Necessários:

1) Ter entre 18 - 55 anos e estar em bom estado de saúde;

2) Procurar um hemocentro ou hemonúcleo em sua cidade e cadastre-se. Clique aqui, e veja o endereço do hemocentro mais próximo de onde você mora;

3) O cadastro consiste no preenchimento de uma ficha de identificação e na coleta de um simples exame de sangue para o teste de compatibilidade (tipagem HLA);

4) Seus dados e sua tipagem HLA serão cadastrados no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME);

5) Quando aparecer um paciente com a medula compatível com a sua, você será chamado;

6) Novos testes sanguíneos serão necessários para a confirmação da compatibilidade;

7) Se a compatibilidade for confirmada, você será consultado para decidir a doação;

8) Seu atual estado de saúde será então avaliado.

É importante lembrar que ao se cadastrar, não será feita a doação da medula óssea propriamente dita. Será somente tirada uma pequena quantidade de sangue, e será feito o exame genético. Somente se é achado alguém compatível é que será feita a doação.

Para mais informações, acessem o site da Ameo - Associação da Medula Óssea.

Para nós, que estamos saudáveis, somente ocupará um pouco do nosso tempo. Para uma pessoa doente, pode ser a chance que ela espera para a cura.

Photobucket

terça-feira, março 10, 2009

Despreparo profissional ou ignorância mesmo?

Acredito que praticamente todo mundo deve estar sabendo do caso da mulher que teve que tirar a blusa pra entrar no banco. E esse não é o primeiro caso que acontece esse tipo de coisa.
A verdade é: os seguranças dos bancos se não vão com a sua cara, simplesmente te fazem de palhaço. Tá, não vou generalizar. Mas acredito que uma boa quantidade deles fazem isso sim.
Em janeiro, minha mãe estava com o pé quebrado e imobilizado com aquelas botas de velcro, o que obviamente impedia que ela tirasse a mesma. Teve a infelicidade de ter que ir ao banco, e também passou pelo constrangimento de ficar presa na porta várias vezes, sem nada nas mãos, simplesmente porque o guardinha sismou que provavelmente ela teria uma arma escondida dentro da bota. Depois de um belo rebu, com direito a gerente lá fora, finalmente deixaram ela entrar. Todo esse constrangimento poderia ter sido evitado se o segurança tivesse um pouco mais de feeling.
Outro dia, no Bradesco, observei uma cena ridícula. Entraram dois caras, bem vestidos, de terno e gravata com maletas fechadas tranquilamente. Logo atrás, havia um homem de aparência humilde. E adivinhem? Claro que o pobre homem pastou pra conseguir entrar no banco. E tem gente que ainda acha que os guardinhas não travam as portas quando querem. Ah tá, conta a história do coelhinho da páscoa!
Eu espero que essa mulher consiga arrancar uma boa grana do Banco do Brasil. Nada justifica fazer uma pessoa passar por um constrangimento desses. Só tirando dinheiro desses bancos que talvez eles comecem a treinar melhor os funcionários de segurança, ou pelo menos passem a exigir um treinamento melhor das empresas terceirizadas das quais eles são empregados.

Esse assunto me fez lembrar um fato tragicômico há alguns anos atrás. Uma amiga minha que mora em Florianópolis, havia se mudado de Joinville havia pouco tempo, e ainda não tinha aberto a conta no banco por motivos de força maior. Pois bem, ela não conseguia passar cheque dela em nenhum lugar de Florianópolis, pois o mesmo era de Joinville. Eu presenciei isso algumas vezes, ela se estressava tanto, que parou de usar talão, e só usava cartão. Agora vem a parte mais tosca: Um belo dia, ela foi assaltada e levaram a carteira e o cheque junto. E adivinhem? Espalharam o cheque dela por Florianópilis inteira! Compraram aparelho de som, bolo, roupa, e etc. Um dos cheques nem assinado estava! E o outro, o cara da loja teve a cara de pau de falar.. "Pois é, mas a pessoa estava tão bem vestida''. Pois é. Se ferraram. Bem feito!

Quanto às portas de banco, infelizmente são um mal necessário. Mas não devem ser usadas com o intuito de se divertir com o constrangimento dos outros.

segunda-feira, março 09, 2009

Cadê as cédulas menores?

Cansei de ver reportagens na televisão a respeito da falta de troco nos estabelecimentos comerciais. Com essa onda de cartões de débito e crédito, poucas pessoas andam com dinheiro, o que faz com que quem ainda utiliza cédulas para pagar as coisas, acaba se deparando com a manjada frase ''não tenho troco''. Muito se fala da necessidade de colocar as cédulas de menor valor em circulação, o que eu acho justo. Eu acharia mais justo ainda se os bancos colaborassem, e colocassem para saque as tais cédulas de menor valor. Não tem coisa mais desagradável que ir no caixa eletrônico sacar R$ 50,00, e vir a nota inteira! Agora imaginem, se pra trocar uma nota de 50 já é o uó, o que dirá uma de R$ 100,00? Pois já aconteceu comigo várias vezes, tanto que algumas vezes quando eu vou tirar dinheiro, eu tiro a prestação. Primeiro tiro 20, depois mais 20, e por aí vai.
Outra coisa tosca é precisar da quantia exata de R$ 65,00, mas ser obrigada a tirar R$ 70,00, pois o abençoado do caixa eletrônico não tem notas de 5! Poxa, assim fica difícil botar as notas pequenas pra circular por aí. Então, bancos, por favor, coloquem notas menores nos caixas eletrônicos! Facilitaria a vida de muita gente!

Photobucket

sexta-feira, março 06, 2009

Vasculhando pelo orkut, achei um tópico sobre extintores de incêncio, que dizia o seguinte:

''Resoluções do Contran - extintores de incêndio

Agora é norma do CONTRAN e dá uma multa de R$ 127,50 para quem for apanhado fora da lei : "O extintor de fogo obrigatório do carro tem que estar livre do plástico que acompanha a embalagem." Então, tirem a embalagem plástica dos extintores de seus possantes e deixem o acesso livre. Se um agente de trânsito parar seu carro e verificar que o extintor está protegido pelo saco plástico - ele vai te autuar 5 pontos na carteira; e você só segue viagem após tirar o plástico, desde que o bendito extintor esteja com a validade em dia (e mais os tais R$ 127,50). Outra Resolução dispõe sobre a obrigatoriedade do extintor classe A,B,C e não só B,C. Os novos extintores de incêndio veiculares com pó ABC são dotados de uma tecnologia que os tornam mais eficientes do que os atuais equipamentos, uma vez que se destinam a apagar também princípio de incêndio da classe A, ou seja, materiais sólidos combustíveis, como revestimentos, estofamentos, pneus, painéis, tapetes. O extintor ABC, além de abranger todos os materiais presentes nos veículos, tem uma maior capacidade extintora e apresenta, ainda, como vantagem adicional sobre o extintor BC a garantia de cinco anos. Hoje, o extintor original de fabrica com pó químico “BC” possui três anos de garantia e os recondicionados, um ano.''

Tentei achar a resolução propriamente dita no google pra poder colocar uma fonte mais confiável que o orkut, mas a preguiça me impediu de vasculhar mais ainda e acabei deixando pra lá.

Sinceramente? Acho interessante ter extintores de incêndio em carros, mas euzinha aqui, se me deparar com um carro pegando fogo, a minha primeira reação vai ser correr o mais rápido que eu posso e evaporar do local! Tenho muito medo de fogo, e a última coisa que eu quero ter que passar, é enfrentar um carro pegando fogo com um extintor de incêndio que provavelmente só vai dar pra amenizar, mas não extinguir propriamente dito.

Ao ler esse tópico, me lembrei de uma situação tosca, mas engraçada quando eu tinha uns 14 anos mais ou menos. Naquela época meu pai sempre me levava pro colégio de carro antes de ir trabalhar. Tínhamos um Voyage - que era uma bomba ambulante, ô carrinho horrível - , e nem preciso dizer que vivia dando pau. Um belo dia, estávamos eu e meu pai no nosso queridíssimo Voyage bomba, quando de repente, começa a sair uma fumaceira do caramba do capô. Só sei que saímos do carro, ele abriu o capô e saiu aquela mega fumaceira. Caramba, me deu um medo tão grande que eu não pensei duas vezes: disse tchau, atravessei a rua e fui pegar um ônibus. Ah sim, meu pai já havia conseguido ajuda, e definitivamente eu só iria atrapalhar ali. Tá, eu sei que muitos devem estar pensando ''que filha mais desnaturada'', mas sinceramente, meu medo fala mais alto. Não sei se hoje teria a mesma reação, mas acredito que provavelmente iria me afastar o máximo possível.

Bom, quanto ao carro da minha mãe, nem faço idéia que tipo de extintor tem lá. Vou até dar uma olhada só por curiosidade. Como moramos perto de tudo que precisamos, o pobre carro está criando raízes na garagem do prédio... E se depender de mim, vai criar raízes profundas, não dirijo e nem faço questão de voltar a dirigir. Talvez um dia minha mãe se empolgue, e volte a dirigir. Mas antes temos que verificar o extintor.. E rezar pra nunca precisar usá-lo.
Ê calor que não dá trégua!


Gente, São Paulo tá virando o deserto do Saara? Não é possível que faça tanto calor assim por aqui. Lembro de que há alguns anos atrás, sempre quando vinha pra cá não fazia esse calor infernal. De tarde até fazia, mas de noite e de manhã sempre tinha aquele ventinho gostoso. E isso não faz muito tempo não. Lembro em 2006, quando ainda não morava aqui e ficava hospedada na casa do meu tio, dormia com a janela aberta e sem ventilador ligado. Acordava com frio de madrugada e fechava... Hoje em dia tá um calorão ferrado de manhã, de tarde e de noite. Não está deixando nada a desejar a Blumenau. O problema é que em Blumenau, todos os prédios são construídos com lugar pra instalar ar-condicionado. Aqui não. E isso pra mim é uma coisa horrorosa, tenebrosa, horrível, pois eu tenho ódio mortal de calorão.

O jeito é enfiar o ventilador na cara o dia inteiro e rezar pra esse calor dar uma trégua pra nós, pobres mortais que não temos como instalar um simples ar-condicionado em casa. Confesso que nessas horas eu morro de vontade de voltar em morar em casa. Só assim que podemos fazer o que bem entendemos com ela.. Mas isso é assunto pra outro post.

Ah sim, e não se esqueçam de tomar bastante água!



Photobucket

quarta-feira, março 04, 2009

A idade vai passando, e com ela as zique-ziras vão chegando

Nunca fui uma pessoa alérgica. A única coisa que eu sempre tive alergia foi à picada de mosquito. Abelhas nem faço idéia, pois nunca levei picada de nenhuma - e espero continuar com essa sorte. Mas agora, sabe-se lá o que houve, que do nada estou cheia de urticárias me enchendo o saco. Começou sexta feira. Passou. Domingo voltou. E não saiu mais. Agora estou com as pernas todas pintadas, e pior que esse treco fica pinicando. Pra piorar, não posso tomar anti-alérgico durante o dia, pois fico completamente dopadona, e como estou estudando, não posso pensar em ficar dopada o dia inteiro.
E olhem que animador! Fui procurar sobre urticárias, e olha que legal:

Tipos de urticária

* Urticária aguda geralmente aparece alguns minutos depois do contato com o alérgeno, e pode durar de algumas horas a várias semanas. Reações alérgicas à comida tipicamente se encaixam nessa categoria. Causas comuns da reação incluem consumo de mariscos, nozes, ovos e peixe.

* Urticária crônica refere-se a erupções que persistem por mais de seis semanas. Não há diferença visual entre a urticária crônica e aguda. Alguns dos casos crônicos mais severos duram mais de 20 anos.


Fonte: http://www.copacabanarunners.net/urticaria.html

Conclusão: Provavelmente ficarei um tempão com essas nabas. Pior que eu nem faço idéia do que possa estar me causando isso. Cortei algumas coisas da alimentação, vamos ver se eu tenho sorte. Em todo caso, minha mãe comprou um anti-alérgico, e eu vou tomar de noite. E seja o que Deus quiser.. hehe

segunda-feira, março 02, 2009

Uia uia!!

Parece que o Fábio e a Josi combinaram, e ambos mandaram selos no mesmo dia pra mim! Fiquei lisonjeada, pois voltei há pouco tempo a blogar pra valer, e já ganhei esses selinhos legais! Como eu ganhei os dois no mesmo dia, resolvi postar juntos (será que pode? hehehe)

Então, começando com o presente do Fábio do Blog Gigabyte, que apesar de estar me acompanhando há pouco tempo, já me presenteou com esse selinho simpático:

Photobucket


Agora vamos às regras:

1 - Exiba a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro” que você acabou de ganhar!!!
2 - Poste o link do blog que te indicou.
3 - Indique 10 blogs de sua preferência.
4 - Avise seus indicados.
5 - Publique as regras.
6 - Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.
7 - Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com, juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B.


Os blogs que indicarei são: Josi, Julis, Gaby, Zandali, Roberto, Douglas, Simone, Chuchu, Prica, e Lucia



Agora, postando o selinho que a Josi
me presenteou:


Photobucket


Regras:

1ª- Exibir a imagem do selo “Seu blog é ROXIE!” e escrever essas regras abaixo dele.
2ª- Colocar quem te deu o selo nos seus blogs indicados (amigos).
3ª- Escrever 5 coisas que são ROXIE (1- sobre música, 2- televisão e cinema, 3- três países que sonha em conhecer, 4- três cores favoritas, 5- três hobbies).
4ª- Indicar 10 blogs que você ache ROXIE.
5ª- Avise a pessoa que você indicou, deixando um comentário para ela.


Vamos lá

1 - Já está ali
2 - A Josi já está lá em cima também hehe
3 - Musica: Precious do Depeche Mode, é a que eu estou escutando no momento e matando saudades do frio do Canadá :P
TV: VH1, Cold Case (Warner Channel), AXN (CSIs e etc), Discovery Civilization, e por aí vai. Cinema faz tempo que não vou...
Três países que sonho em conhecer: Finlândia, Islândia, Rússia.
Três cores favoritas: Preto, Roxo, Azul.
Três hobbies: Ler, Ouvir música, nerdear na internet.
4) Aqui vão os blogs indicados: Fábio, Julis, Gaby, Zandali, Roberto, Douglas, Simone, Chuchu, Prica, e Lucia
5) Lá vou eu!

domingo, março 01, 2009

Depois de um dia inteiro estudando, preciso de um tempo pro meu cérebro, antes que ele derreta ou entre em curto. Claro que como uma boa viciada em internet que eu sou, o primeiro lugar que pensei foi exatamente vir pra cá.

Nada melhor que lembrar da nossa infância! Vasculhando no youtube, achei esse vídeo do musical ''Arca de Noé'', de 1980. Quem foi criança na década de 80 provavelmente lembra desse musical. Eu tinha o vinil e tudo, e não cansava nunca de ouvir.

Com vocês.. Lá vem o pato, pata aqui patacolá!
Photobucket





Photobucket