sábado, fevereiro 25, 2012

Viagem de Carnaval - Parte 2

Fomos dormir cedo sábado para acordarmos cedo no domingo e curtir bastante o dia. Tínhamos decidido ir até o Balneário de Águas de Lindóia tomar banho de piscina. Fazia muito, mas muito tempo mesmo que não ia em clube ou algo parecido. Descobri que estava com saudades. Quando morava em Blumenau, éramos sócios de dois: Clube Ipiranga, e Bela Vista. Passei anos da minha infância frequentando esses clubes com meus pais, meus amigos de escola e seus respectivos pais, e guardo lembranças deliciosas.

Voltando ao Balneário de Águas de Lindóia... Chegamos lá, pagamos dez reais pra usar a piscina (praticamente de graça, vamos combinar), mais 3 reais para a tal inspeção de pele, que nada mais é do que 'mostre o pé, o braço, as costas, tá ok', e partimos para o mergulho. Com direito a descer de toboágua e tudo! Que delícia. A água das piscinas é mineral, fresquinha, nem dava vontade de sair. E ainda teve um tal de 'hidroaxé' mó toscão, mas tudo bem, deixa pra lá hahahahahaha!!! Era carnaval né, não tem muito como escapar disso...

Passamos algumas horas boiando nas piscinas, e depois deixamos o Balneário para darmos uma volta pela cidade propriamente dita. Eu achei Águas de Lindóia super simpática. Claro que tínhamos que ir até o Cristo da cidade pra tirar fotos lá de cima!





Depois resolvemos dar uma volta por Monte Sião, já no Estado de Minas. Era ali do lado mesmo, e eu como gosto de tirar foto de placas, lá fomos nós. Chegando na divisa de Estados só tinha o portal.. Placa não tinha nenhuma snif snif. Foi foto do portal mesmo, até que era bonitinho:



Só demos uma passada pela cidade, pois era domingo, e obviamente estava tudo, mas tudo mesmo fechado! Uma pena, pois vi lojas pra lá de legais de roupas por lá, queria poder ter comprado alguma coisinha, mas... fica pra próxima.

Voltando ao Estado de São Paulo fomos procurar um lugar pra comer, pois o estômago estava berrando desesperado, afinal, já era quase 4 horas da tarde, e tínhamos somente tomado café da manhã. Lá em Águas de Lindóia mesmo achamos o restaurante Chic Chopp III. Fomos com a cara dele e entramos. Recomendadíssimo! Atendimento excelente, comida de qualidade por um preço amigável. E tem Coca-Cola de vidro! Nham!

Depois do almoço-quase-café-da-tarde lá vamos nós de volta à Serra Negra. Na passagem, uma foto do portal da cidade de Lindóia. Uma graça!



Em breve postarei a terceira parte do passeio.

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Viagem de Carnaval - Parte 1

Depois de tanto esperar, o feriadão de Carnaval finalmente chegou! Não sou fã de Carnaval propriamente dito, mas confesso que amo de paixão o feriadão! Não é sempre que temos dois dias seguidos emendados no fim de semana - para mim foram três, já que eu não trabalho hoje, mas infelizmente o Vander trabalha, então ficaram só os dois - e como eu amo viajar, aproveito tudo e mais um pouco!

Ano passado fomos para o interior de São Paulo, lá pras bandas de Presidente Prudente. Esse ano escolhemos um lugar mais perto: Serra Negra, cidade que faz parte do Circuito das Águas Paulista. Já tinha passado por algumas cidades brevemente de carro quando voltei de Poços de Caldas ano passado, e fiquei com vontade de conhecer melhor a região. Eis a oportunidade certa: feriadão de carnaval.

E lá vamos nós! Nesse ano tivemos sorte, pois provavelmente 99% do pessoal resolveu ir pro litoral. E a estrada estava uma delícia para o interior! Vazia e tranquila! Deveria ser sempre assim... Chegamos no hotel lá por volta de 3:30 da manhã. Escolhemos ficar no Hotel Montana para unir o útil ao agradável: preço bom, e localização. Está recomendadíssimo! O hotel é novo, quartos limpos, atendimento excelente, café da manhã delicioso, e o melhor de tudo, na cara do gol, ou seja, perto de tudo! Só de não depender de carro para ir nos lugares já é ótimo!

Demos entrada no hotel, e fomos dormir, para aproveitar bem o dia seguinte.

Acordamos, tomamos café e fomos pra rua. Primeiro passeio: teleférico. E aquele de cadeirinhas ainda, que deixa a gente com os pés pendurados. Que coisa! Subi me borrando toda - sim, eu tenho medo, mas acabo indo, afinal, perder o passeio também não dá né! Mesmo porque sempre vale a pena...









E claro, não podia deixar de tirar foto com o Cristo de lá.. hehehehehehe



Depois de boiar bastante, resolvemos comer um pastel na lanchonete do Cristo, pois tínhamos tomado café da manhã tarde, e não aguentaríamos almoçar cedo. Pelo menos o pastel serviu pra enganar o estômago e segurar a fome durante o dia inteiro. Nem preciso dizer que estava uma delícia né! Pastel de queijo é uma das minhas perdições!

Comemos o pastel, descemos (socorro!!!), e fomos para a segunda parte do passeio: compras. Sim, Serra Negra é um paraíso para quem quer comprar roupas boas e baratas. Os preços equivalem aos do Brás, com a vantagem de que não tem aquele muvucão horrendo. É uma rua praticamente só de lojas. Muito bom! Comprei muitas blusinhas!! Todas uma graça, e por um precinho pra lá de camarada. E viva Serra Negra!

Fizemos compras (ou melhor, eu fiz compras, o Vander comprou uma bermuda só hahahaha!), voltamos pro hotel para descarregar as sacolas, descansamos um pouco e saímos pra jantar. Depois voltamos pro hotel para dormir, pois estávamos podres por termos dormido pouco, pegado sol no côco o dia inteiro e andado pra dedéu...

Em breve a segunda parte da viagem!

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Pai só serve pra pagar pensão?

No Brasil, pai só serve pra pagar pensão. Foi essa conclusão que eu tirei ao ler essa reportagem aqui. Ou seja, a mãe da criança faleceu devido a complicações no parto, e o pai teve que implorar pra justiça para que ele tivesse o direito a ter uma licença decente para cuidar de seu filho recém-nascido.

Sempre bati na tecla que pais devem ter uma licença paternidade maior. É claro que, por questões biológicas, a mãe tem mais tempo de licença. Quanto à isso não tem nem o que discutir. Agora, liberar o pai somente por 5 dias, para registrar a criança é demais! O pai não é um mero reprodutor pagador de pensão. Ele é tão responsável pelos cuidados com o filho do que a mãe! Nos países sérios, o pai tem direito à licença paternidade. Aqui no Brasil, um pai que quer cuidar de seu filho tem que desesperadamente apelar pra justiça. Um absurdo sem tamanho.

Parabenizo esse pai por lutar pelo que acha certo. E espero que isso abra caminho para outros pais também reivindicarem seus direitos. Afinal, nossas leis são ridículas. Manda um pai que não paga pensão alimentícia para a cadeia, mas nega o direito de quem quer ser realmente pai. Absurdo!

quarta-feira, fevereiro 08, 2012

Bizarrices do mundo empresarial.

Imaginem só: um indivíduo trabalha em uma empresa na qual é o único que faz alguma coisa na equipe inteira. Aí, chega uma pessoa nova pra trabalhar lá, mas não tem computador ainda. E adivinhem de quem o computador é tirado? Logo da única pessoa da equipe inteira que faz alguma coisa. E o pobre indivíduo é obrigado a levar seu laptop, e usar conexão 3G de um modem emprestado pra trabalhar.

Sim, isso é real, não inventei essa história.

É uma coisa de louco!

terça-feira, fevereiro 07, 2012

Quando o governo só atrapalha..

Eu não consigo entender o porquê de dificultarem certas coisas. Infelimente o Brasil é assim, cheio de buRRocracia (sim, de burro mesmo), que só serve para dificultar a vida do cidadão.

Como se não bastasse ser difícil conseguir doadores de medula óssea, o governo presta mais um desserviço para quem decide se cadastrar. É obrigatório ter o Cartão Nacional do SUS. Ou seja, se a pessoa não é usuária do SUS, e não tem o cartão, simplesmente não poderá se cadastrar.

Agora me expliquem qual é a lógica disso? Eu não consigo ver. O Ministério da Saúde afirma que é para melhorar os serviços (???). Ou seja, cria-se mais uma dificuldade pra algo que já é difícil: encontrar doadores. E os que querem se cadastrar agora, se não tiverem o cartão, terão que correr atrás, ou simplesmente deixar de se cadastrar. Obviamente o que vai acontecer mais é a segunda opção, afinal, ninguém tem tempo sobrando pra ficar correndo atrás disso, princpalmente se a pessoa não é usuária do SUS.

Parabéns Ministério da Saúde, por dificultar algo que poderia salvar muitas vidas. Espero, do fundo do coração, que quem inventou essa exigência idiota nunca precise de achar um doador compatível.

Fica aqui registrada a minha revolta.