sexta-feira, abril 28, 2006

Comprei uma chapinha pra mim. Fazia tempo que estava afim de comprar uma, e agora finalmente tenho uma aqui, disponível só pra mim. Confesso que não tenho muito saco pra ficar mexendo em cabelo toda hora, mas como cabelereiro está caro pra kct, o jeito vai ser aprender na marra.. Vamos ver como eu me saio. :P
Um dia ainda terei dinheiro pra fazer meu tão sonhado Photon Hair.
Como é bom ter dinheiro né... Pode não ser tudo na vida, mas que a gente faz muita coisa boa com ele, ah faz.. Tudo bem que tem as ruins.. mas nada é perfeito..
Sim, hoje estou chata. Aliás, estou chegando a conclusão que provavelmente serei uma eterna perdida nesse mundo.. Será que nasci no mundo certo? Sei lá..

See Ya!


Photobucket - Video and Image Hosting Journey - Wheel in the sky

domingo, abril 23, 2006

Apesar de eu ser uma pessoa baladeira, tem horas que curto um pouco de sossego.. E assim foi meu feriadão de Tiradentes.. mais sossegada impossível.. aproveitando o dia lindo pra visitar várias praias, e tirar várias fotos.. Adoro sentar em pedras de vista pro mar e ficar pensando na vida.. É bom pra dar uma arejada no cérebro. Também aproveitei pra visitar a Praia da Tainha, que na minha opinião, é um pequeno pedaço do paraíso. A praia é minúscula, e só se tem acesso por um morrão, que é intransitável em dia de chuva. O morro é uma desgraça, mas o sacrifício compensa e muito. Aquela praia minúscula transmite uma paz tão grande, que a vontade é de sentar numa das pedras que tem ali, e esquecer da vida. Se eu pudesse, teria uma casa ali. Aliás, queria ter duas. Uma ali, e outra na minha amada Balneário Camboriú. Quando estivesse afim de recarregar as energias, fugia pra lá. Seria uma ótima idéia né. Image hosting by Photobucket
Sonhar por enquanto é de graça né.. É melhor até falar baixo, antes que os políticos escutem e criem um imposto pra isso. Do jeito que a coisa anda, não duvido.. hehehehehe!!

Tenham todos uma ótima semana!


Image hosting by Photobucket Dream Theater - Another Day

domingo, abril 09, 2006

Papo altamente filosófico


Brynhild... alcoolizada diz:
quero ver o chile...
Brynhild... alcoolizada diz:
mas morar lah jah eh demais.
Brynhild... alcoolizada diz:
eles falam espanhol...
Brynhild... alcoolizada diz:
eh brochante
Millenia. diz:
vc não curte espanhol ?
Brynhild... alcoolizada diz:
não...
Brynhild... alcoolizada diz:
eu curto alemão... noruegues.
Brynhild... alcoolizada diz:
lugares com loiros altos, saca?
Brynhild... alcoolizada diz:
hahahhahaahah
Millenia. diz:
Image hosting by Photobucket
Millenia. diz:
eu tô falando do idioma..
Brynhild... alcoolizada diz:
eu sei!
Brynhild... alcoolizada diz:
mas dah na mesma!
Brynhild... alcoolizada diz:
haahhahaha
Brynhild... alcoolizada diz:
agora que eu percebi oq eu disse.
Brynhild... alcoolizada diz:
hahahahahah
Brynhild... alcoolizada diz:
meu deus.
Brynhild... alcoolizada diz:
eh o alcool.
Brynhild... alcoolizada diz:
eu acho o espanhol mais ou menos... mas em geral brochante.
Millenia. diz:
Image hosting by Photobucket
Brynhild... alcoolizada diz:
eu gosto de linguas do norte europeu, ou leste...
Millenia. diz:
ai meu deus!!
Brynhild... alcoolizada diz:
que vem de brinde com caras gatinhos!
Brynhild... alcoolizada diz:
hahahahaha
Millenia. diz:
eu também não tenho muito saco com espanhol não
Brynhild... alcoolizada diz:
eh mt obvio.
Brynhild... alcoolizada diz:
eu gosto de desafios
Brynhild... alcoolizada diz:
e de caras loiros!
Millenia. diz:
nem é por isso
Millenia. diz:
eu tomei birra de espanhol por causa daqueles argentinos pau no cu que vinham ´pra cá cagar o litoral e blumenau
Millenia. diz:
uuuuuuuuuuuuuuurgh!!
Brynhild... alcoolizada diz:
eles cagavam mesmo???
Millenia. diz:
Image hosting by Photobucket
Millenia. diz:
bom.. não vi nenhum argentino agachado no meio da rua cagando..
Millenia. diz:
mas enfim, o "cagar" foi no sentido de gíria mesmo
Brynhild... alcoolizada diz:
hahahahhahahhahahhahahahhah


Image hosting by Photobucket Rádio Israelense na Web

quinta-feira, abril 06, 2006

Pô, ser mulher tem hora que enche o saco né. Nunca imaginei que uma simples mudança de clima e fuso pudesse bagunçar meu pobre ciclo menstrual, que diga-se de passagem, nunca foi muito regulado. Agora, ficar sentindo cólica por um mês seguido e a merda da menstruação não vir nem matando sinceramente, ô coisa chata viu. Essas horas eu penso que minha prima foi sortuda, por um problema congênito, nasceu sem útero. Se eu acreditasse em próxima encarnação, queria nascer homem. Saco!

Image hosting by Photobucket HIM - The Sacrament

segunda-feira, abril 03, 2006

Nossa... quanto tempo.. Que horror.. Eu amo demais meu blog, não posso abandoná-lo desse jeito! Então, vamos retomar as postagens.. .E começando com meus azares típicos.
Sim, acho que todo mundo sabe da minha fama de "azares viajões".. Daqueles assim que tem que acontecer bem comigo. O que eu acho que muita gente não sabe, é meu medo de aranhas. Não lembro de ter comentado sobre isso, e se comentei, faz tempo que eu fiz, e muita gente provavelmente não lembra.
Enfim.. Baratas, eu mato sossegado. Desde que elas não voem pra cima de mim, consigo enfrentá-las, com nojo, mas não com medo.
Aranhas, já não tenho essa coragem..
Mas enfim, meu pai raramente sai durante os fins de semana. A não ser que ele tenha compromissos profissionais, ele não sai. É uma pessoa essencialmente caseira (definitivamente eu não puxei ele nesse ponto). E aconteceu que, justo nesse sábado, ele tinha um compromisso, e saiu. Minha mãe também saiu, e eu fiquei sozinha em casa. Já era praticamente meio dia, e eu desci pra fazer algo pra eu comer. Tudo dentro dos conformes. Acabei de fazer meu macarrão, e fui na geladeira pegar uma lata de coca. Quando viro pra trás, pra pegar mais latinhas pra por na geladeira, adivinhem? Dou de cara com uma baita aranha preta na parede.. Ecaaaaaaaaaaaaa! Pior que eu estava completamente sozinha em casa, e pra piorar, descalça. Pensei em enfrentar meu pavor de aranhas, e subi correndo pra pegar um chinelo. Quando eu volto.. tchananan! Cadê a dita cuja? EVAPOROU! Até aí já tinha batido o desespero, mas eu ainda estava pensando em algo útil. Pensando, ingenuamente que a dita cuja tinha ido pra algum lugar ali na lavação mesmo, fechei a porta que dá da lavação pra cozinha. Almocei, lavei a louça, e quando fui subir ... dou de cara com a desgraçada da aranha passeando na porta que dá pra área.. Puuuuuutz, aí me bateu o desespero.. Eu berrava tanto dentro dessa casa, que acho que os vizinhos devem ter pensado que estavam me espancando. A vaca da aranha se escondeu embaixo da mesa, e eu com medo de chegar perto e ser covardemente atacada por aquele ser aracnídeo, peguei o primeiro aerosol que vi na frente e mandei ver.. tsssssss tssssssssss tssssssssssss.. E a aranha se debatia toda. Cheguei a pensar que era uma aranha espécie highlander, pois não morria nunca. Só sei que depois de tacar o aerosol quase que inteiro, finalmente ela se encolheu, e morreu. Ufa! Respirei aliviada, mas nem tive coragem de pegar o cadáver. Esperei meu pai chegar pra pegar e jogar ela na privada e dar descarga. ECA! Só sei que. Pq logo no dia que eu estava sozinha tinha que aparecer esses seres? Aliás, pra que existe aranha? blergh! E viva o baygon!

See Ya!


Image hosting by Photobucket Dreadful Shadows - Through the mirror