quarta-feira, janeiro 28, 2009

É impressionante como algo tão simples pode se tornar uma dor de cabeça pra quem viaja. Estou falando das simpáticas tomadas. Pois é. Essas coisinhas tão fofinhas e necessárias, e que não existe um padrão. Cada país escolhe o tipo de buraco que bem entende, e nós pobres mortais, acabamos boiando quando nos damos conta que o carregador do celular, ou a tomada do laptop simplesmente não encaixa.
Quando fui ao Canadá, ainda tive um pouco mais de sorte, pois a tomada por mais que seja esquisita para os padrões que eu estou acostumada, pelo menos o carredador de pilhas, eu conseguia usar. Mas quando eu cheguei na Inglaterra é que as coisas mudaram. Eu nunca tinha visto uma tomada tão esquisita em toda minha vida. Pra quem nunca fui pra lá e quiser conferir:
http://kropla.com/!g.htm.
Tive que morrer com 17 libras em um adaptador pra poder carregar meu celular, e usar outras coisas elétricas que eu havia levado. Esse adaptador é ótimo, tem pra vários países. Na época, eu não tinha laptop, então nem me preocupei com isso. Mas quando comprei o meu, já aqui no Brasil, por curiosidade fui olhar e .. tchanananan!! Não cabe o pino lá. Conclusão, se um dia eu for pra Inglaterra novamente, terei que morrer com outro adaptador se quiser usá-lo por lá.
Quando voltei, fiquei curiosa pra saber quantos tipos de tomadas existem, e pasmem!! Encontrei um site com todas elas. Muito útil para viajantes inclusive, pois dá pra gente ter noção e já providenciar os adaptadores antes de ir, ou assim que chegarmos lá.
Então, fica aqui a dica:

Tomadas do mundo inteiro.

Divirtam-se!!

Photobucket

sábado, janeiro 24, 2009

E ela se foi

Photobucket

Depois de dias de sofrimento, Mariana Bridi se foi. É muito triste ver alguém jovem, com uma vida inteira pela frente morrer, principalmente se formos pensar que tudo começou em uma simples infecção urinária. E é assustador pensar que pode acontecer comigo, com o vizinho, com o fulano da esquina, com qualquer um.

Foi triste ela ter falecido, mas sinceramente? Eu acredito que ela não teria uma vida das melhores se sobrevivesse. Imagina ter que viver sem pés, sem mãos, sem um pedaço do estômago, e sabe lá com que sequelas a mais. Eu não sou desse papo de ''a vida acima de tudo''. Eu, Denise, numa situação dessas, se tivesse escolha, preferiria morrer. Aliás, é algo que converso muito com familiares. Se um dia eu me arrebentar em algum acidente, e ficar vegetando que nem Terry Schiavo, por favor, a maior prova de amor que alguém pode me dar é desligar os aparelhos e me deixar ir. E não esqueçam de doar meus órgãos.

Mesmo sem conhecer a família, deixo aqui meus sentimentos. Acho que nenhum pai ou mãe merece a dor de ter que enterrar um filho. Infelizmente existem certas coisas que não foram feitas para serem entendidas.

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Voltei!

Como foi a virada de ano de vocês? Passei esses dias no Rio de Janeiro visitando familiares, e me diverti muito! Matei saudades dos tios e primos que fazia tempo que não via. Muito bom!

A virada passei na casa dos meus tios em Miguel Pereira, interior do estado. A última vez que eu tinha ido lá foi em 1990. Bastante tempo! A virada foi ótima. Comi pra caramba, principalmente o delicioso sorvete de milho verde que só vende lá no interior mesmo! Nossa, que delícia. Comi quase que o pote inteiro.

Também passei uns dias no Rio de Janeiro na casa de outros tios meus. Foi aí que Murphy resolveu me dar feliz ano novo. Acordei de manhã, vi aquele céu azulão e pensei: hoje vai ser um dia legal pra ir no Pão de Açúcar! Fui eu e minha tia.. Cheguei lá e fiquei boiando. Imaginem que tinha uma nuvem somente sobre o Pão de Açúcar. O resto do céu tava azulão. Eu fiz questão de tirar uma foto, pq contando ninguém acredita.

Photobucket

Olhem só que lindíssimo! hahahahahaha!! Pior que quando eu desci, sentei lá embaixo e fiquei olhando a nuvem. Ela ficava rodando rodando e não saía. Inacreditável!

Tirando esse pequeno contratempo, o tempo que fiquei lá foi super agradável. Também fui ao Jardim Botânico, e passeei por vários outros lugares. Enfim, curti muito. Só não curti o calor. Mas nada é perfeito né?

Feliz 2009 pra todos!