sexta-feira, julho 31, 2009

Manias na internet

Desde que uso a internet, lá pra meados de 96, vivi várias febres. Comecei com o Chat do UOL, que na época era onde praticamente todo mundo se encontrava. Numa época em que não existia msn, ICQ tava começando, o UOL supria as necessidades de todo mundo pra fazer amigos e falar muita besteira. Frequentei o chat deles até 98, quando, já com a galera virtual formada e passando pro ICQ, resolvi migrar pro IRC. Isso foi em 98. No começo me senti meio deslocada, mas logo comecei a conhecer várias pessoas legais, e por fim fui convidada por um amigo para fazer parte do canal dele, que mais pra frente, acabei assumindo. Esse era o #canal_da_galera. Muitas pessoas que mantenho contato até hoje frequentaram esse canal, e passei altas madrugadas falando muitas besteiras e rindo um monte. Também foi a partir daí que comecei a viajar pra conhecer o pessoal. Algumas dessas pessoas mantenho contato até hoje, embora a maioria infelizmente perdi contato, ou só tenho como uma cara adicionada no orkut.

O tempo passou, a internet mudou, e os chats não são mais tão famosos assim. Com a febre de msn e orkut, a internet se tornou algo mais individualista, e as galeras virtuais praticamente desapareceram.

Depois de ficar um tempão navegando pelas bizarrices do orkut, acabei finalmente fazendo meu cadastro no Twitter. Claro que no começo fiquei totalmente boiando, mas logo logo já peguei o jeito. E aos poucos, comecei a interagir com pessoas novamente, não me limitando somente às pessoas que havia conhecido há anos atrás. E nesse meio tempo veio o blip.fm. Há alguns meses atrás, lendo o blog da Julis, vi um post sobre esse blip. Fiquei de olhar, mas acabei nem lembrando mais. Eis que, um outro amigo, sem querer, me mandou um convite pro blip, e acabei aceitando. Fiz o cadastro, boiei muuuuuuuuuuito e até deixei um pouco de lado. Pra quem não sabe, o blip.fm é uma espécie de twitter da música. Vc escolhe uma música, escreve algo e manda. Falando assim parece sem graça, e confesso que no começo eu também achei, mas com o tempo fui me empolgando, e hoje sou capaz de passar algumas horas na frente do computador blipando músicas. O legal também é poder interagir com as pessoas, mandar músicas pra elas, e elas te mandam músicas de volta. Eu, que adoro música, acho que não tem coisa melhor em interagir com pessoas através dela. E assim, as horas vão passando e eu nem percebo. Não sei até quando eu vou ficar nessa, mas sei que estou me divertindo muito. E conheci pessoas muito legais por lá também.

Vamos ver qual será minha próxima mania da internet quando essa passar...

Photobucket

5 comentários:

Srta.Lua disse...

ahuahuahu, eu me enfiava em um monte de redes sociais pra ver como funcionam, fazia até bastante amigos, hoje sou mais desanimada...

emfim, agora vc explicou direitinho como funciona blip.fm, por que eu poiava muito kkkkkkkkk

bjo!

Renato disse...

Hahaha... Bom tempos aqueles do bate papo UOL!!! Não cheguei a manter contato com o pessoal, mas era legal "perder tempo" lá!!!

Mauro S disse...

Eu comecei no MIRC e depois fui pro chat do Terra e daí pro Ti Vejo (Pal Talk)... por ser muito tímido cheguei tarde demais para conversar e fazer amigos, lembro que minha prima de 11 anos, na época, claro, não tinha micro e vinha usar meu computador, ela usava o MIRC, e eu via como era e aos poucos fui me soltando e encarei a primeira conversa até fazer um monte de amizades que como escrevestes, a maioria ficou pelo caminho, mas novas pessoas sempre foram aparecendo.
Não te conheço pessoalmente, mas fiz amizade contigo em dez/2001, para saber o dia, só olhando o caderno onde anotava estas coisas, hoje não anoto mais nada... passei por muitos programas de redes sociais entre outros, mas por mexer no meu armário e ter que tirar muita coisa dele, descobri cadernos de sites que anotei no começo quando entrei na internet, naquela época meu negócio era visitar e descobrir sites, só depois com o tempo passei a me fixar em programas como MSN, Orkut, blogs, muito nos flogs, e falando em flogs, perdi toda a vontade de usá-los indo uma que outra vez e tentando descobrir novos programas como Twitter Meme Yahoo que nem mexo e o que vier pela frente, e claro que eu também amo música, quem não ama?
Super beijo, Mauro

Bacana Blog disse...

Pois bem, blip addicted assim como eu. Acrescentando que acabamos conhecendo ainda mais sobre musica e conhecendo pessoas interessantes e de bom gosto , algo raro neste mundo virtual. Sucesso!

Palazzo disse...

VORTEI!
Valeu pela dica.
Lá não tem cantor químico não né?
rsrsrs
abç