domingo, fevereiro 07, 2010

Internet 3G FAIL!

Há tempos atrás escrevi um post sobre propagandas enganosas, e citei as operadoras de internet 3G como sendo uma das campeãs. E ontem, ao ler o Estadão, tive a confirmação sobre essa ‘quase certeza’ que eu tinha. Eis a reportagem, comentada por mim:

No Brasil, internet móvel quase não tem mobilidade

Banda larga móvel, em que as pessoas usam um minimodem que liga o computador à rede de telefonia celular de terceira geração (3G), tem apresentado um crescimento explosivo. Em 18 meses, partiu de zero para chegar a 4,5 milhões de acessos no País. Essa expansão desenfreada, no entanto, não deixou de ser acompanhada por problemas. O acesso nem sempre funciona, e tudo fica pior fora das capitais.

** O problema é que eles não investem em melhoria da rede. Querem só vender, vender e vender. Pior que isso não vale só para internet 3G, mas vale também para telefonia celular – que tem caído a qualidade a cada dia que passa – e telefonia/internet fixa. A Telefônica só começou a investir (cof cof) depois da puxada de rabo da ANATEL (que por falta de fazer seu trabalho direito, deixou chegar no ponto que chegou) **

O que, pensando bem, é um contrassenso. A grande vantagem da tecnologia é a mobilidade, mas não foram poucos os consumidores decepcionados ao perceber que o acesso não funciona na casa de campo ou na praia. Ou seja, ainda falta mobilidade à banda larga móvel. "Fizemos uma pesquisa no ano passado que mostrou que o cliente avalia bem a cobertura, mas considera ruim o roaming (capacidade de usar o serviço fora da cidade em que foi contratado)", aponta o analista Júlio Püschel, da consultoria The Yankee Group.

** Interessante. Se o lance da internet móvel é exatamente isso, mobilidade! Agora, na hora de vender, ninguém fala nada disso. Na hora de vender o papo é que ‘’pega em qualquer lugar’’. E lá vai o consumidor se ferrar de verde e amarelo.

Foi o caso de Cristiana Cardoso, funcionária pública, que usa a banda larga da Claro na capital de São Paulo e viajou com seu notebook para Mococa (SP) durante as festas de fim de ano. "Fiquei quatro ou cinco dias sem usar e só tive assistência quando voltei", reclama Cristiana. A Claro não tem 3G em Mococa e o atendente explicou que ela teria de reconfigurar o modem. Cristiana não chegou a testar o serviço depois da reconfiguração.

(...)

Agora vem as melhores pérolas:

Para Flávia Bittencourt, diretora de Marketing da Oi, os consumidores ficaram com uma ideia errada do serviço de banda larga móvel no seu lançamento. "Ele é um complemento do ADSL (banda larga fixa), não um substituto", diz a executiva. "Essa confusão chegou a manchar a imagem do 3G; ele não foi feito para download de vídeo e música."

** Ah é mesmo? Interessante. Não é isso que mostram nos comerciais:



Vejam só que lindo! É só plugar o modem e yuhu!!! Vai tudo rapidinho. Agora me diz, isso é ou não propaganda enganosa? Pra mim é uma vergonha!
A da TIM é pior ainda, aparece o cara no meio do mato ao lado de uma avestruz! Pena que não consegui achar o comercial no youtube.
Mas enfim, continuando...


FIXO VERSUS MÓVEL

Segundo Flávia, no lançamento do 3G as operadoras esperavam que a demanda maior estaria nas regiões onde já existe banda larga fixa, porque as pessoas comprariam os minimodems como um segundo acesso. "As vendas aconteceram mais rápido nas regiões mais afastadas, em que não havia outra opção de acesso", aponta a diretora da Oi. A operadora tem atualmente 3G em 88 municípios.

** Agora eu me pergunto: como é que lançam um produto achando que quem tem internet vai adquiri-lo? Acho que esqueceram que tem muitos lugares em que a internet fixa não chega, e justamente essas pessoas que se beneficiariam mais dessa tecnologia. Mas não, os inteligentíssimos projetaram o treco só pra quem já tem acesso em casa e no trabalho. **

(...)

Estela Guerrini, advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), aponta que a própria comunicação das operadoras acaba induzindo o consumidor a ter uma ideia errada do serviço. "A propaganda diz que a velocidade é alta e funciona em qualquer lugar. Colocam foto de alguém na praia ou na montanha", diz Estela. "Em vários lugares, nem existe sinal."


** Pois é. Na propaganda existe sinal até dentro de uma caverna. Mas na realidade...

E claro, tem que haver uma podridão a mais:


Outro problema, segundo a advogada, é a velocidade. Normalmente, a garantia contratual é de 10% do contratado, isentando a operadora dos problemas causados por excesso de usuários. "Isso é de responsabilidade delas", explica Estela. "A empresa não pode prometer alguma coisa que sabe de antemão que não pode cumprir."

Essa é a maior prova de incompetência dessa porcaria que se chama ANATEL. Como me liberam uma aberração dessas? Como é que obrigam a gente a pagar uma velocidade, mas a empresa só precisa fornecer até 10% da conexão que eu estou pagando? Pra que serve a ANATEL? Pra enfeitar? Uhm... acho que serve pra rir da cara de nós, consumidores.

2 comentários:

Lidia Ferreira disse...

Concordo com vc , temos o nosso direito , propaganda enganosa e crime
bjs

Srta.Lua disse...

afff, e por falar em internet a minha tá uma Bos***, quanto as propagandas, só vejo gente reclamando!