quarta-feira, junho 17, 2009

E o nosso país dá mais um passo para trás. Ao derrubar a exigência de diploma para o exercício da profissão de jornalista, abrem-se as portas para um bando de pseudo-intelectuais que se julgam os poderosos começarem a pensar que são jornalistas. E as desculpas para essa aberração então? A Constituição garante a liberdade de expressão, mas isso não quer dizer que qualquer zé mané pode sair por aí se declarando um profissional de jornalismo. E claro que a Associação Nacional dos Jornais comemorou. Agora eles poderão contratar gente sem qualificação, e pagar uma merreca, já que alguém com graduação teoricamente ganha mais. E todo mundo sai perdendo. É mais uma concorrência desleal que esses profissionais enfrentam. Essa frase em particular chamou atenção: “A formação específica em cursos de jornalismo não é meio idôneo para evitar eventuais riscos à coletividade ou danos a terceiros.” Agora se formos pensar por esse lado, então nenhuma profissão deveria ter diploma, pois é óbvio que somente a formação acadêmica não garante 100% nada. Mas já é um filtro, e bem grande. Se for assim, que acabe com os diplomas em todas as profissões, e pronto.
Infelizmente o Brasil não é conhecido por dar valor aos estudos. Agora, com essa decisão, isso fica bem mais evidente.
Um horror!

13 comentários:

Mauro S disse...

Com este governo só tende a piorar, nunca foi importante uma carreira, diplomas para quê?
Sobre mudança de URL também não sabia, mas usei um blog de testes para ver se podia alterar o nome, e pode, aí fui no blog da igreja, que ontem tornou-se oficial, e alterei lá o nome.
Se tiveres alguma sugestão para mim, favor me passar, tudo que pode melhorar meu blog, mesmo da igreja ou pessoal, eu agradeço.
Vê se postas mais seguido, ou sou eu que estou a mil nas postagens?
Obrigado pelos teus comentários.
Beijos, te adoro, Mauro

Mauro S disse...

Uma vez que mudas a URL do teu blog, aquela que tinhas e foi trocada, passa a ficar disponível para outros.
Informação do Blogger.

MaK-PG disse...

Pra frente Brasil!

Mauro S disse...

Eu cheguei da rua um dia destes, e pensei vou fazer um post sobre o verão de 2007, não lembro onde estava, mas são coisas que marcam, e vão ficando na lembrança.
Beijos.

Mauro S disse...

É, o trânsito está maluco, mas não deixo de dirigir não. Eu insisto, só que seguindo a lei.
Se todos fossem assim, mas as ruas estão ficando perigosas, desde o pedestre ao motorista e motoqueiros, enfim, todos.

Mauro S disse...

Gosto muito de vê-la mesmo em meu blog, A-D-O-R-O!!!!!
Beijos, você é 10!
Mauro

Mauro disse...

Oi Denise, por que você não posta mais seguido?
Não como eu, mas mais seguido, e dê alguma sugestão para mim para melhorar meus blogs, preciso, principalmente este católico que virou oficial, quais gadgets posso acrescentar para melhorá-lo?
Aqui só voc~e mesmo para comentar, gosto muito.
Sou apolítico, mas tem coisas que não pode passar em branco... lê o post blogmania.
Beijos, Mauro

Lucia disse...

nossa, eu conheço um monte de jornalista que fala que já tá difícil pra caramba de arrumar emprego, agora então vai ficar pior ainda. e jornalista é uma profissão de muita responsabilidade, o que também não necessariamente vem ocm o diploma, mas seria uma garantia a mais.

Julis disse...

Eu fico imaginando a revolta de quem estudou de verdade e por merecimento é formado em jornalismo, é um absurdo uma coisa dessas mesmo!!!

Srta.Lua disse...

é..., Querida Denise, cheguei a uma conclusão: tudo está a ponto de afundar em merda!
agora sei por que médicos tbem não estão nem aí em operar uma perna errada, fazer uma operação de coluna sendo que é de visícula...
sim, por que já que soltaram o boi com a corda para os jornalistas, o que custa eles colocarem um açogueiro pra fazer um parto, operação...

absurdo! post e visão crítica ótimos, tem selo pra ti tá...

http://odiariodasrtalua.blogspot.com/2009/06/selo-este-blog-me-enlouquece.html

Ivanhoé disse...

Palhaçada!!!!

A única palavra p/ descrever.

Bêjoss!!

Tati E. disse...

Já pensou os pseudos-psicólogos? Ia ser uma beleza nossa profissão denegrida também. Ninguém merece, é uma falta de respeito com quem estuda, rala 4 a 5 anos, paga uma fortuna para q? Para ter os pseudos. Isso é malandragem. Deve ter filho de político não querendo estudar mais isso sim. Cambada de sem vergonha. Se pensarmos pelo "ilustríssimo senhor 9 dedos", ele precisou de faculdade para ser presidente?

Zandali disse...

aff... e assim o ensino vai perdendo sua função e todo mundo pode ser o que quiser por correspondência! oh, god!!
esse é nosso futuro!

beijos