segunda-feira, setembro 14, 2009

Mais uma na multidão

Uma das coisas que eu mais curti quando me mudei pra São Paulo, foi a sensação de ser uma anônima. Mais uma na multidão. Muitos criticam aqui pelo fato dos vizinhos não estarem nem aí pra gente. Na verdade, Sampa é uma cidade muito corrida, e acredito que grande parte das pessoas tem mais o que fazer do que ficar bisbilhotando a vida alheia.
Moro há um ano e dois meses nesse prédio. São quatro apartamentos por andar, e só vi o cara que mora ao lado umas 3 vezes no máximo. Os da frente estão vagos. A moça que morava em frente, acho que a vi também umas 2 vezes antes dela se mudar. Meu relacionamento com os moradores do prédio se resume aos educados ''bom dia, boa tarde, boa noite'', e em vez em quando umas palavras a mais. Algumas pessoa que moram em cidades menores acham isso horrendo, uma frieza total, mas sinceramente? Eu amo!
Eu vim de um lugar onde os vizinhos sabiam até quantas vezes eu respirava por dia. Era um inferno. Chegava em casa, nem tinha saído do carro direito, e lá vinha a vizinha fofoqueira contar todos os mínimos detalhes de todo mundo que eu nem fazia questão de saber. E não adiantava cortar. No dia seguinte a infeliz vinha de novo. Aquela rua era uma fofocarada infernal, acho que aquele povo não trabalhava, ou sei lá o que fazia da vida. E tinha também uma mala sem alça que se achava a dona da minha casa, e aparecia sempre quando achava que deveria aparecer, sem nem perguntar se nós estávamos afim de receber visitas. Isso sem contar no povo vigiando a gente. Depois que meu pai faleceu então, estava me sentindo num Big Brother. Até o fato de eu e minha mãe comprarmos uma garrafa de vinho num supermercado da cidade já era motivo pra fofoca. Enfim, um ânus bem borrado.
É óbvio que eu gosto de sair, curtir meus amigos, ver gente, conhecer pessoas. Mas tudo na vida tem limites, e minha privacidade eu defendo com unhas e dentes.
Quando me mudei pra cá me senti no paraíso. Não faço questão de vizinho 'amiguinho', não faço questão de visitas surpresa, não faço questão de ser vigiada por aí por um bando de fofoqueiros que não tem o que fazer. Aqui tenho meus amigos, mas na rua sou mais uma na multidão. No prédio onde eu moro sou mais uma no meio de tantos condônminos. Pra mim essa é uma sensação muito boa!

14 comentários:

Sou blogueiro - INDICOESSE disse...

viver mais até q é sonho de todo mundo.
Vai dizer que não queria viver 100 anos ao invés de 80!? he

Mas o importante mesmo é viver bastante e com qualidade pra fazer aqueles flips la´que vc viu.

E fala pra mim, sério que vc gostou de ser mais uma na multidão? E será mesmo que existem ao todo pessoas que pensam só na correria do dia delas. Fico sabendo de cada coisa aí, pessoas bisbolhatando, isso mesmo, bisbilhotando a vida dos outros até mesmo pra roubar, pra poder fazer mal.
Ou então por ser mesmo mais um na multidão, aproveita disso pra não respeitar qdo uma pequena privacidade sua precisa ser podada para não fazer mal para o outro.

Acredito que vc acostumou na verdade a viver sem muito se relacionar, apesar de vc ja´ ter seus amigos!

Laura disse...

Paraíso mesmo hein!
Vizinho é a pior raça que existe!
Eu moro em cidade grande mas isso não impede de ter algum vizinho chato sempre.
É um inferno!
Ser mais uma na multidão é uma delícia...as únicas pessoas que deviam saber da nossa existência são aquelas que a gente gosta.

Lucineia Silva disse...

Denise nada melhor que viver sem mexeriqueiros nao éh!!!

Viver em paz é tudo de bom!!!

Obrigada pela visita e comentários....rsrsrs... vc sempre me faz rir muuuito!!!!!

bjos

Srta.Lua disse...

Denise, infelizmente eu moro em cidade pequena a 14 anos, vim de SP com 9 e putz eu sei o gosto dos dois venenos e concordo com vc, nada melhor do que ser mais uma na multidão!
Aqui é difícil vc viver, todo mundo sabe da sua vida!

eu moro numa casa que fica no centro da cidade, e eu e meu irmão temos um "escritório" , fazemos algumas papeladas e eu presto alguns serviçoes para outros escritórios de vez enquando. Certa vez uma senhora viu um rapaz sair daqui de casa, do ecritório, e já veio perguntar se é namorado ou noivo, (putz, que xereta eu pensei comigo) respirei fundo e respondi: "Não minha senhora, é só um cliente!
Pronto, aí a mulherada começou a me olhar torto, por que, solteira, não trabalha fora de casa e a casa é o local de trabalho, já pensam o MAL..., bem e é como vc mesmo diz, td isso é um ânus Borrado! kkkk

bjos

Obs: se vc chegar em sampa e ver alguém muito gentil, desconfie, esse pode estar querendo alguma coisa sua! kkkkkk

Mauro S disse...

Passei em Porto Alegre 51 dias em 2005, quando meu pai precisou operar a coluna, e achei um povo tão frio, não te cumprimentavam, sou da época que se entro num elevador e há outras pessoas, por educação cumprimenta-se, mas o gaúcho portoalegrense era frio ou foi a sensação que eu tive, eu não daria certo numa cidade como São Paulo, sou mais chegado, sou mais família, mas cada um na sua.
Sobre feeds, se puderes me ajudar explicando o que poderá fazer por meu blog, agradecerei, tenho o endereço, onde tenho que colocá-lo e como obter deste feed algo para o meu blog?
Beijos...

Ah, não fica tanto tempo sem postar, gostava mais quando podia vir todo dia comentar aqui para ti.

Sea disse...

Vichi!!! Vixi!!! Amiga vc. tá aquí perto de mim? Donde? Tô curiosa prá saber o bairr de seu p´redio! Será omesmo que o meu? Hummmm..falandoe em fofocaiada eu às vezes Adoro saber um Babado! ahauahauhua..de vez enquando até interfono prá uma senhorinha chamada Ercília ex-cara pintada; ex miss São Paulo, ex- líder estudantil...prá perguntar prá ela se ela tem algum capítulo da semana! Juro que eu pensei que você estivesse na Finlândia e acredite outro dia eu vi uma reportagem da Finlândia e pensei em você!
Falando a verdade quero é mais que vc. seja Feliz onde está!
Que se sinta bem dentro de seus bons dias e boas noites!
O importante quer onde esteja é qeu vc. esteja Bem!
Mas se quiser passar seu telefone pode me mandar por e-mail.
Beijos

Isaac Melo disse...

Denise,
gosto do 'anonimato' da cidade grande. Mas amo o interior.

Um forte abraço!

Mar_Sea disse...

Olá Dê. Já te mandei um e-mail espero que receba! Esses comentários são meio malukos mesmo!
Eu li os 2 que vc. colocou. Um tá em cima e outro ficou embaixo!rsrs
Legal o negócio é estudar mesmo! Porque esses concursos estão ficando cada vez mais Difíceis e Desafiadores! Mas tem que e concentrar mesmo. Moro no Tatuapé. Entre as estações shopping Tatuapé e Carrão. Pertíssimo do Shopping Anália Franco. Estamos em extremos opostos. Mas a Vila Clementino é um ótimo lugar! Bem te mandei e-mail e vc. manda seu telefone se eu puder te ajudar em alguma coisa estamos aí!
Bjs...Sea

Julis disse...

Ah vizinhos já são um saco, mas são um pouco melhores quando vivem cada um no seu quadrado, sou reservada como vc tbm

Mauro S disse...

Só q agora os widgets q eu tinha ou encontrava fácil no blog, sumiram, logo fica mais difícil, mas com uma ajuda daqui, outra dali, a gente vai pegando mais facilmente, um ajudando o outro no q sabe, beijos, Mauro

Mauro S disse...

Um mandando o mesmo selinho para uma coleção de pessoas fica sem jeito, mas o que fazer, te vi na lista da Lu, mas não podia deixar de mandar para ti.
Beijos, Mauro

Sou blogueiro - INDICOESSE disse...

Ótima quinta!
Depois eu volto pra comentar mais.
Pensei bem no que vc falou. As vezes nossa privacidade é nosso melhor prémio. O pessoal do interior não sabe muito isso. Coitados, eles invadem mesmo, sem pedir licença mas não é por mal!

Tudo de bom pra vc ai em São Paulo

Mauro S disse...

Tu que gostas de gato, olha este vídeo no Indico esse, http://indicoesse.blogspot.com/2009/09/ou-esse-gato-ta-querendo-um-banho-ou-o.html
Beijos, Mauro

dona bruna! disse...

eu moro em sampa desde que nasci, mas o meu bairro é uma coisa triste, por ele ser um bairro meio isolado acaba tendo uns fofoqueiros ainda.. é um tédio isso, gostaria que aqui fosse assim igual no seu prédio x__x