sexta-feira, dezembro 10, 2010

Mais uma do 'jeitinho brasileiro'

Há uns dias, postei sobre o maldito jeitinho brasileiro, e como isso colabora para perpetuar muitos problemas que temos em nosso país. Infelizmente, duas reportagens durante essa semana acabaram confirmando isso.
Uma, sobre o golpe da pedra na caixa. Isso é mais velho do que andar pra frente, lembro dos áureos tempos de Paraguai, muita gente comprou pedra em vez de vídeo-cassetes, e eletrônicos em geral. E pior, continua acontecendo hoje em dia. Por que? Porque tem muita gente querendo levar vantagem, e supostamente comprar computador que vale 3000 reais no mercado por 500. E sinceramente, não tenho pena desse povo não, tem mais que se ferrar mesmo pra deixar de ser idiota.
Agora, o que mais me deixou de cara foi isso aqui. Agências de viagens duvidosas pagam cambistas pra comprar ingressos de shows concorridos, pra depois vender bem mais caro para fãs idiotas que não conseguem comprar por meios, digamos, honestos. Pra mim pior do que esses cambistas e essas agências, é exatamente quem compra. Porque são eles que sustentam essas pessoas. E não adianta justificar que é fã, pra mim existe uma enorme diferença entre ser fã de uma banda, e ser fanático descerebrado. O que mais me chamou atenção no link sobre as agências foi a fala da gerente da tal Drika Tour:

'Na tarde desta quinta-feira, a gerente da Drika Tour, Andreza Araújo, procurou o site do GLOBO para informar que apenas terceiriza a venda dos ingressos. E disse que as entradas oferecidas em seus pacotes são obtidos com a empresa VIP Ingressos - segundo ela, uma agência que atua "fora dos parâmetros da lei".'

Simmm isso mesmo! Ela sabe que os ingressos são comprados da maneira mais desonesta possível, mas isso não tem problema. E é exatamente ESSA mentalidade que eu tenho nojo. Esse jeitinho brasileiro é escroto, nojento, e faz com o que o Brasil seja motivo de piada em qualquer lugar sério do mundo. E pra variar, quem é honesto se ferra. Quem ficou horas na fila pra conseguir ingresso, não conseguiu, porque agências de turismo desonestas pagam pra pessoas comprarem ingressos e depois revender pelo dobro do preço. E pior, tem quem compre. Isso me desanima de ir em shows internacionais no Brasil. Ah sim, gosto de U2, mas decidi não ir no show. Recuso-me a compactuar com essa prática. Pelo menos a minha parte eu faço. Pena que a maioria ache que não tem problema comprar ingresso mais caro e alimentar esse comércio ridículo. Lamentável essa mentalidade. Mentalidade igual a de quem compra peça de desmanche de carros, mas depois reclama quando roubam o seu. Pimenta no fiofó do vizinho é refresco né...

10 comentários:

Palazzo disse...

Mais uma vêz estais de parabéns...
Não é a ingnorãncia que astravanquia o progressio. A ignorância tem cura, a imbecilidade humana não.

Ruby disse...

Denise, a cultura desse país é essas, levar vantagem, nem que seja aparentemente e depois quebrar a car, eu fujo desses serviços, prefiro não ouvir o barato sai caro, lembro dessa malandragem das pedars nas caixas. Pra quem quer se dar bem, acaba mesmo é se dando mal, e ainda se sabe que é ilícito, ams não importa, o serviço é adquirido. É Brasil! Postei suas dicas de filme.

SBIE disse...

Maldade aplicar o golpe da pedra. Já ouvi falar!

SBIE disse...

Tb resolvi em não ir ao show do IUtchu too, rsss
Não compactuo com essa prática de revender e além do mais: já é caro.

Julis disse...

e vamos combinar que "Drika Tour" é um nome que não merece muita credibilidade né

Silvia 'Sam' Cássivi disse...

Sou meio igual a vc... quer dar uma de esperto e paga caro. É claro que um super computador não vai sair barato! Mas por outro lado tenho dó porque tem gente que realmente acha isso certo.....como ja diz o ditado 'tem besta pra tudo'.
So bre o show é roubo desde lá de cima, dos organizadores. cara, cobrar 1.000$ é fora da realidade! Pior é que cobram isso porque sabem que o povo paga. Pra mim uma pessoa que gasta essa grana é besta e não se respeita! Duvido cobrar esse valor em outros países e a galera pagar. Isso tem acontecido mais e mais aqui no Brasil....

Simone disse...

Já ouvi falar desse golpe da pedra e várias variações dele. Como tem gente ruim nesse mundo!!! :(

Essa história do U2 eu não sabia, que coisa, viu.

Ai ai.

Fico feliz que você não compactua com isso!

Beijos.

Vander Leão disse...

Infelizmente pra resolver isso, acredito que a coisa vai ter que ser ainda mais burocrática, acho que devem limitar ainda mais a compra por pessoa e fazer com que todos sejam nominais, é chato, mais acho que só assim essas situações bizarras vão diminuir...

Nana disse...

Fiquei passada com a matéria. Já tinha ouvido falar sobre isso mas é ridículo ver q algumas pessoas ainda acham "aceitável" essa atitude. Tb queria muito ir no show do U2, ainda mais com a abertura do Muse, mas nao vai dar dessa vez. Bjs e fik com Deus.

SBIE disse...

Ótimo meio e fim de semana! :)