segunda-feira, julho 04, 2011

Viagem durante o feriado de Corpus Christi - Terceira parte.

Acordamos cedo, tomamos café, e lá fomos pro estacionamento pegar nosso companheiro de viagem para irmos a Cascavel. Sempre tive vontade de conhecer lá, e aproveitei a proximidade.
Entramos no carro e.. Simplesmente não ligava. Cara de paisagem total. Tinha combustível, e até o dia anterior estava funcionando normalmente. Depois de uma ligação pra Hertz e de alguns minutos esperando, descobrimos o porquê: o GPS burro do carro achou que estávamos.. na Argentina! Hein? Pois é... Como o hotel era muito próximo à fronteira, o carro foi bloqueado por causa daquele troço. Isso que ontem tínhamos passado do lado da fronteira com o carro, estacionamos, ligamos, e ele funcionou perfeitamente. Dá pra acreditar? Pois é, tecnologia tem hora que mais atrapalha do que ajuda. Nessa brincadeira acabamos perdendo uma hora. Eu fico muito irritada quando perco tempo. Não ligo de viajar 15 horas em um ônibus, mas sei que estou andando. Mas ficar parada jogando tempo fora, principalmente quando estou viajando é algo chato pra dedéu.
Enfim, resolvido o pepino do GPS burro da locadora, lá fomos nós. Usando o nosso próprio GPS, que vira volta ficava burro também, ele mandou a gente entrar em uma estradinha que dava pra uma cidade de nome muito simpático:



Adoro os nomes dessas cidades! E pra variar, a estrada ligava nada a lugar nenhum. Aloás, ligava uma buraqueira que só até essa cidade, e... como se chegava em Cascavel por lá? A estrada terminava em uma plantação de sabe Deus o quê!
Voltamos tudo de novo e pegamos o caminho que conhecíamos um pouco.. Bom, pelas placas, estávamos no caminho certo. E viva as placas!



No meio do caminho vimos uma placa escrito ''mirante''. Resolvemos entrar na rua e fomos seguindo.. seguindo.. Queríamos ver o tal mirante. Só que o mirante nada mais era que uma pedra escondida do nada, o que fez com que passássemos direto e fôssemos parar láaáááá no meio do matão total! Voltamos tudo de novo, e passamos direto de novo ahahahaha!! Até que um carinha lá deixou a gente entrar no terreno da casa dele pra tirar uma foto do rio...



Depois do ''mirante'', seguimos viagem.. Passamos por Santa Lúcia e Lindoeste, duas cidadezinhas daquelas que a estrada passa pelo meio.

É Santa sim, mas o ''S'' tinha caído.. rs



Mais um pouco pra frente e finalmente chegamos em Cascavel. Depois de tanta cidadezinha, como é bom entrar em uma cidade maior.. Paramos o carro em um estacionamento e fomos andar pela cidade. Como chegamos tarde, fomos direto almoçar, pois o estômago estava nas costas. E olhem só que legal, o restaurante que paramos era muito bom, as pessoas super receptivas e... tinha Coca-cola de 600ml em garrafa de vidro! Pra mim essa era totalmente nova! Que delícia!



Depois do almoço, andamos por ali para explorar mais o centro. E achei esse cartaz curioso colado em um orelhão:

Desespero ou retardo mental mesmo? hahahahahaha!!

Depois do passeio, pegamos o carro e fomos conhecer Céu Azul. Outra cidade de nome simpático.



A cidade é minúscula, e cheia de casarões. Aliás, o território é grande, mas a cidade em si é pequenininha. E as placas das ruas eram muito curiosas:

Legal né?

Passamos por lá, e dali resolvemos voltar para Dionísio Cerqueira. Colocamos o GPS pra traçar a rota e lá fomos nós. Sò que, eu me esqueço de que GPS podem ser toscos. Estávamos quase chegando em Foz do Iguaçu, e de repente ele manda a gente entrar em umas ruas bizarras e a gente vivia saindo em uma rotatória bizarra. Conclusão: voltamos para Cascavel. Aproveitamos e jantamos por lá mesmo. E dali, voltamos para Dionísio Cerqueira.

Chegamos podres no hotel, e fomos dormir logo. Pois no dia seguinte iríamos até Foz..

Em breve, cenas do próximo capítulo. o/

7 comentários:

Julis disse...

Nossa vou mandar essa foto da "anta lucia" pra minha sogra, ficou uma luva pra ela ahauhauhauauhauha #bichamá

Palazzo disse...

Millenia, tu deveria ter reclamado ao menos com o Pároco da cidade, que falta de respeito com a santa. Não tem problema não o Prefeito vai pagar no mármore do inferno :-)))
Coca de 600 tbm é novidade pra mim.
Já arrumei um jeito de ajudar o cara do cartaz do orelhão rsrsrs.
abraço

Palazzo disse...

Millenia, tu deveria ter reclamado ao menos com o Pároco da cidade, que falta de respeito com a santa. Não tem problema não o Prefeito vai pagar no mármore do inferno :-)))
Coca de 600 tbm é novidade pra mim.
Já arrumei um jeito de ajudar o cara do cartaz do orelhão rsrsrs.
abraço

Silvia 'Sam' Cássivi disse...

E quem acha que colar 'anuncios' em orelhão é coisa do passado ta por fora. hahahhaah
Eu queria fazer umas viagens assim, sair pelas estradas curtindo a paisagem, parece super divertido.

Até mais, moça :)

Lucia disse...

GPS de vez em quando, quando a gente não conhece nada mesmo (e aparentemente eles também não), dá umas mancadas feias.
Em Marcianópolis tinha um monte de marcianos? hehehe é um nome engraçado mesmo.
Gostei do nome da outra cidade: Santa Lucia, e é santa mesmo. hahaha (carinha de anjinho) hahaha

Lindsay disse...

será que aquele cartaz não foi sacanagem de alguem não??? hahahahaha que bizarro!

Adorei a placa de gralha azul! =D

Srta.Lua disse...

kkk #morri Anta iucia! kkkkk