domingo, junho 19, 2011

Poços de Caldas - parte 1 - A ida.

Sempre tive vontade de conhecer Minas Gerais mas nunca tinha tido oportunidade. Minha mãe já esteve em Araxá e falou super bem de lá, e destacou a simpatia do povo mineiro. Até que há algumas semanas combinei com a Clarissa [ou melhor, ela combinou comigo] de irmos até Poços de Caldas passar 3 dias, pra aproveitar as férias dela. Eis a oportunidade de conhecer pelo menos um pedacinho de Minas.
Tínhamos duas opções de caminhos para chegar lá: um que passava mais pelo Estado de Minas, e o outro que ia por São Paulo, passava por Águas da Prata, e em seguida chegaríamos em Poços de Caldas. Optamos fazer os dois, na ida pegaríamos Minas, e na volta iríamos por Águas da Prata. Fizemos as rotas pelo Google maps, imprimimos e lá fomos nós.
Chegamos na Fernão Dias tranquilamente. Até ali o mapa estava funcionando que é uma beleza. E claro que não podia faltar foto da plaquinha de divisa.



Demos uma paradinha para esticar as pernas, e voltamos à estrada. Fomos indo direto pela Fernão Dias, e fomos, fomos.. De repente nos tocamos que a única placa que indicava Poços de Caldas já tinha passado há um tempo, e estávamos boiando total. Decidimos parar em um posto pra 'desboiar'. Aproveitamos pra almoçar, pois já era uma hora da tarde. Quando entramos no carro pra ir embora, dei uma olhada mais atentamente no mapa, e foi aí que eu me toquei da bizarrice: não sei o que houve, mas uma parte da rota não tinha sido impressa, e era exatamente a parte onde tínhamos que entrar pra pegar a tal BR 459. Só com a gente acontece isso mesmo! Fizemos o retorno e finalmente pegamos o caminho certo. Nessa brincadeira a gente perdeu uma hora, mas mesmo assim estávamos otimistas, pois de acordo com o nosso cálculo, chegaríamos a Poços lá pra 4 horas da tarde. Mas nosso amigão, Murphy sempre anda nos perseguindo e... A serra estava em obras. Yupi! Conclusão: Ficamos mais de uma hora paradas boiando numa estrada no fim do mundo onde nem celular pegava. Uma coisa linda! Ficamos lá flutuando.. Até que finalmente liberaram a pista. Eu estava me perguntando o porquê de tantas obras, pois até que aquela estradinha tava melhor do que a Fernão Dias, que é pedagiada. E acabei mordendo a língua. Quando começamos a subir a serra vimos o estado da coitada. Toda desbarrancada, cheia de caminhão de obra tentando dar um jeito naquela zona. Me senti participando de um rali, com tanta poeira e buraqueira. Coitado do golzinho da Cla.

E da-lhe comer poeira..

E pra deixar a gente mais feliz ainda com toda essa poeirada, chegamos em Poços bem na hora em que o sol estava se pondo. E pior, ele estava literalmente na nossa frente. Ou seja, tostando nossos pobres olhos, e nós, tentando achar as ruas certas praticamente cegas. Conseguimos chegar no centro da cidade. Eu me surpreendi, achei que era menor. Lembrou-me de Blumenau, cidade cheia de morros. E o clima estava uma delícia: frio. Bom, muito bom! Achamos as ruas certas, mas na hora de achar o hotel boiamos, claro. Até que... finalmente achamos! Ufa! Chegamos quase 6 horas da tarde. Nossos planos de dar umas voltas pela cidade na parte da tarde miaram. Mas eu estava muito feliz de poder chegar no hotel, comer algo e tomar banho pra tirar aquela poeirada toda! Mas pra finalizar a noite com chave de ouro, conseguimos ver o eclipse lunar! Já estava mais da metade, mas mesmo assim fiquei feliz, fazia anos que não via um.
Fomos dormir cedinho.. Pois no dia seguinte tinha muita coisa pra fazer..

Amanhã vem o post sobre a cidade propriamente dita. Já adianto que adorei tudo por lá!

5 comentários:

Palazzo disse...

Millenia vem aqui com o golzinho da Cla que você vai ver o que é poeira.
Tu ta comendo poeira de barriga cheia, rsrsrsrsr
abração

Denise disse...

kkkkkkkk, até chegar aí o carro já despencou! :P

Long Haired Lady disse...

a cozinha mineira é divina!!!

Ruby disse...

Já passei pelo triâgulo mineiro, mas explorar o estado, nunca!
Que sorte a sua, sempre viajando. Isso é muito bom!
Vejo as fotos no teu Facebook teus comentários hilários. A poeira é nada perto das maravilhas de se conhecer um lugar que se deseja. E no feriado? Vai tá por aí ainda? Ou já é outro destino?

Mauro S disse...

Oi Denise, que legal este teu passeio, devo dizer, escrever, que comecei de trás pra frente, mas o importante é que foi uma viagem legal demais e que irás saborear por alguns dias doce de leite e queijo, coisas muito boas que todo mundo gosta, e ainda por cima mostra para os teus amigos fotos desta viagem linda.
Beijos, Mauro