quinta-feira, novembro 25, 2010

Quando a ignorância impera...

Uma das coisas que mais me chamou a atenção quando estive em Toronto, foi a presença de artistas nas estações de metrô. Todo dia quando saltava no terminal e seguia para o metrô, passava por alguém tocando alguma coisa. Era algo interessantíssimo, e pelo que eu pude perceber, bem aceito pela sociedade. Quando fui pra Londres, também tive a oportunidade de apreciar esses artistas de rua, tanto nas estações, como na rua propriamente dita. Por ser uma cidade que tem gente do mundo todo, tínhamos a oportunidade de escutar vários ritmos, e assistir a diferentes danças em determinadas partes da cidade. Em Oxford, no calçadão, também tinham vários artistas de rua. Eu achava um barato. Era gente tocando gaita de fole, estátuas humanas, danças, e etc. Tudo isso tornava nossos passeios, ou até mesmo nossa rápida passagem pela rua mais agradável.
Aqui no Brasil infelizmente não temos essa cultura. Talvez a única rua que poderíamos apreciar um pouco de arte de rua era na Avenida Paulista. Era. Porque agora, numa atitude pra lá de autoritária e ditatorial, estão proibindo artistas de rua de fazer suas apresentações, como infelizmente pude ler aqui. A alegação é pior ainda: dizem que os artistas estão exercendo uma atividade comercial, por isso estão proibidos de se apresentarem nas ruas sem autorização. Mas peraí. Ninguém é obrigado a pagar nada para vê-los. O ato de colocar uma caixinha no chão para arrecadar algum dinheiro não nos obriga a nada. Além do que, arte pelo que eu saiba é uma atitude lícita. Ninguém está vendendo produtos contrabandeados, nem drogas. Aliás, a prefeitura em vez de se preocupar com artistas de rua, que tornam nossa vida mais alegre, deveria é fiscalizar com rigor os vendedores ambulantes de pirataria aqui na Domingos de Moraes. Aquilo sim é uma vergonha, o povo vende CDS e DVDS piratas, e outras mercadorias de procedência duvidosa na maior cara de pau, e ninguém faz NADA. Passa polícia tranquilamente pra cima e pra baixo.. E eles continuam ali.
Deixem os artistas em paz! Vão atrás de quem realmente comete crimes!

4 comentários:

Vander Leão disse...

O que poderia ser feito aqui no Brasil, assim como pude ver em Toronto, seria demarcar vários pontos da cidade onde os artistas pudessem se apresentar, locais estratégicos garantindo uma boa apresentação dos artistas e a circulação das pessoas. Agora proibir por um motivo imbecil como esse eh ridículo e revoltante arghhhh

Palazzo disse...

É cada uma.
Millenia acho até que é melhor pra eles, não correm o risco de terem seus instrumentos roubados. :P

Denise disse...

@Palazzo pior que isso raramente acontece. Infelizmente é mais fácil a polícia apreender do que serem roubados. Em vez de apreender os dvds piradas aqui perto de casa, apreendem instrumentos de artistas. É o fim do mundo mesmo ehehe...

Simone disse...

Já viu o Brasil investir em arte alguma vez??? Nada mais do que o reflexo disso... É fogo.

Bjs.