sábado, março 27, 2010

Vergonha alheia

Foto retirada do G1

Ao observar essa foto, vocês imaginam que essa multidão está em:

a) Micareta
b) Show de alguma banda pop por aí
c) Rave
d) Partida de futebol
e) Julgamento do casal Nardoni

Pois é. Infelizmente a letra 'e' é a correta.

Eu não consigo entender essa euforia, essa loucura, essa comemoração ridícula com direito a fogos em frente do fórum (!!!!). Só faltou colocar um trio elétrico e todo mundo sair dançando rebolation.

Enquanto esse circo todo era armado, o julgamento dos assassinos do jornalista Luiz Carlos Barbon Filho começou na quinta, praticamente escondido no meio de tanta palhaçada. Esse jornalista foi assassinado por policiais militares por ter publicado reportagens sobre a podridão e corrupção que ocorria no município de Porto Ferreira. Alguém lembra dessa história? Um crime tão bárbaro quanto o assassinato de Isabella. Mas esse aí não teve estardalhaço na mídia. Não teve comoção popular. O julgamento ocorreu sem nem uma nota sequer nos telejornais. Ah sim, só pra ficar sabendo, os réus foram condenados.

Crimes ocorrem todos os dias, infelizmente. Muitas crianças morrem espancadas, violentadas, e ninguém nem ouve falar. Várias pessoas tem sua vida ceifada por motivos fúteis, mas ninguém se revolta mais. Mas o povo precisa de alguém pra cristo pra aparecer. E os 'cristos' da história foram os Nardoni.

Mas acabou. O circo acabou. O casal foi condenado, e agora provavelmente a programação vai voltar ao normal. Aé o próximo 'cristo'.. E assim caminha a humanidade...

9 comentários:

Sou blogueiro - INDICOESSE disse...

Oi Denise, entendo a sua preocupação e inconformação, eu tb não entendo certas coisas como essa! Com certeza muitos assuntos de interesse nacional foram retirados de programação. É o famoso pão e circo, as pessoas querem justiça? Bem, até certo ponto sim, mas querem também um show pra que possam compartilhar seu sadismo. O caso dos julgamentos do Nardoni se parece com aqueles casos de gladiadores, nos quais se torce para que o Leão coma o "criminoso".

Ótimo enfoque de informação. Poderia ser vc jornalista, não de jornal popular, lógico, mas de um jornal mais cult.. hehe, beijo

Mauro S disse...

Os N foram condenados quando foram pegos há dois anos atrás, ontem foi uma consequência e um belo trabalho de quem acusou.
Fica a falta da menina para a mãe e familiares, e para todos nós.
Ah, o que se passa na cabeça de quem mata, mata-se por quê?
Qual o motivo?
Será que ainda não aprenderam que o crime não compensa, que mais cedo ou mais tarde serão pegos, e mesmo assim o cometem?
Tiveram dois anos para em pensamentos arrependerem-se ou não, e agora terão mais 10/11 anos, ela, e 12/13 anos ele, e todos os outros N criminosos do Brasil e do mundo, pois só quem pode tirar a vida, é quem deu, DEUS.



Ultimamente ando um pouco esquecido, é ruim, porque vou dizer ou vou escrever uma coisa, e esqueço.
E tenho recem 50, não 70.


Beijos!

Ruby disse...

Denise, compartilho da sua opinião.
Acho que só a justiça precisava ser feita e já estaríamos satisfeitos. Nunca devemos nos alegrar com as desgraças alheias, vi imagens onde mulheres com crianças de colo comemoravam, pondo em risco suas crianças em meio à multidão em ebulição,
via depoimneros de pessoas dizendo que dormiam na fila pra assistir o espetáculo,tudo isso pra comemorar a condenação de pessoas que todos sabiam que não eram inocentes e que portanto receberiam sua devida punição, isso era evidente. Que bom, que a justiça foi feita, nos sentimos seguros, mas não se devia ter-se feito esse circo como você mesma define.

Roberto Tramarim disse...

Denise, o azar dos Nardoni foi não terem sido julgados durante a Copa do Mundo. Ai a "busca pela justiça" daria lugar a um "espetáculo mais importante". Existe uma abissal diferença entre querer justiça e malhar o Judas, este ultimo não passa de "entretenimento".

Karen Kremes (Karkr Napon) disse...

Olá Denise!
Muito obrigado pelo comentário, amei ;D

Nossa, AMEI seu post! Concordo plenamente com você, também fiquei horrorizada com tanta gente naquela loucura pelo julgamento dos Nardoni, pessoas que deixaram o emprego, viajaram dias de ônibus, fizeram músicas e todo aquele barulho inútil. Sem falar dos fogos, que coisa idiota, infelizmente é como você disse, todos os dias ocorrem crimes assim e até piores, mas ninguém fala ou sabe, como o caso do jornalista que você citou, eu nem ouvi falar. E ontem foi aquele horror, todo canal que se ligava estava ao vivo pra saber do resultado do julgamento, tudo isso nada mais é que briga pelo IBOPE e gente burra que quer se aparecer. Essas coisas me dão é raiva! Ninguém merece tanta estupidez!

Grande e forte abraço
Deus te abençoe!
Karen Kremes (Karkr Napon)

Silvia 'Sam' Cássivi disse...

Penso igual vc. Tem crime todo dia, não tem porquê fazer essa palhaçada toda.
Lembro que na época uma menininha tb foi assassinada, só que antes foi estuprada... tb foi esquartejada e os pedaços interrados no quintal da casa pobre do interior...cadê que falam disso?

É uma curiosidade inutil que o povo tem por cada coisa... O que importa se eles foram condenaods ou não? Enquanto prestam atenção á esse caso varios outros acontecem e nem se tem conhecimento (se bem que, ter conhecimento pra que? quem julga não é o povo).

Si Wasabi disse...

Ainda que seja bom que a justiça tenha sido feita, e desconsiderando o circo que esse caso virou, não acho legal as pessoas comemoraram com tanta felicidade. A menina continua morta, as tragédias continuam acontecendo, e aí?

Não dá pra entender...

Bjs!

Sou blogueiro - INDICOESSE disse...

Querida eu estava pensando de vc fazer um banner, ia te ajudar bastante tentaí.. fica uma dica!

Ótima quarta, beijo

Isaac Melo disse...

Oi Denise,
uma sociedade hipócrita! Muitos vilipendiaram os Nardoni's pois ali se viam refletidos.

Um grande abraço!