quinta-feira, maio 29, 2008

Venceu o bom senso.

Supremo libera pesquisas com células-tronco embrionárias. Eu fiquei muito feliz ao ler essa manchete no G1. Tudo bem, foi uma votação apertada, mas mesmo assim venceu o bom senso. Já está na hora da Igreja Católica parar de emperrar o desenvolvimento científico no Brasil e no mundo. Em países mais avançados como a Alemanha por exemplo, as pesquisas já estão indo de vento em popa. Temos profissionais competentes no Brasil, e sinceramente, acredito que podemos dominar essa tecnologia daqui pra frente.
Ao contrário do que muita gente pode pensar ao ler isso, não sou contra igreja nem religião nenhuma. Muito pelo contrário, defendo sim, o direito da Igreja Católica ser contra as pesquisas com células tronco, dentre outros assuntos. O que eu não acho certo, é ela querer emperrar a aprovação de leis que poderão ajudar as pessoas a viver melhor. Padres são contra células tronco? Tudo bem, não as use se caso um dia precisarem e esse tratamento estiver disponível. Mas tentar impedir milhares de pessoas que podem vir a ser beneficiadas com esse tratamento é inadmissível. Sempre defendem a vida de embriões que nunca nascerão. E a vida de quem já tá aqui e pode melhorar? Não conta?
Não, nunca vou me conformar com esse raciocínio. Vida em potencial pra mim é muito diferente de vida propriamente dita. Já fui quase apedrejada por causa das minhas idéias, mas é o que eu penso. A prioridade pra mim sempre vai ser de quem já nasceu e já está aqui nesse mundo.

Nenhum comentário: