segunda-feira, agosto 01, 2005

Normas para as universidades ficarão mais rígidas

As normas para as universidades vão ficar mais rigorosas. O novo ministro da Educação (MEC), Fernando Haddad, afirmou hoje que será publicado um decreto com novas regras sobre a classificação dessas instituições. Entre os principais pontos está a exigência de que as universidades ofereçam, ao menos, um doutorado e três mestrados para terem legitimidade. "Novas universidades só poderão surgir no país atendendo a critérios objetivos e transparentes de cumprimento dessas novas exigências", disse Haddad. (reportagem completa no link)

Poxa, tava mais do que na hora pro MEC tomar uma providência. Além do que, acho que deveria ser mais rígido poder abrir faculdades também, e não somente universidades. Pq o que está abrindo de faculdade fundo de quintal por esse Brasil afora não está no gibi. Aqui em Blumenau por ex, existe uma instituição de ensino superior cujo exame de seleção é uma redação (!!). E mesmo sem redação, qualquer um entra. Creio que esse é um dos maiores motivos da desvalorização de um profissional com curso superior hoje em dia. Mesmo que tenha feito em uma universidade conceituada. Infelizmente, o ensino superior virou uma zona, com trocentos cursos de fundo de quintal, sem credibilidade nenhuma, e isso acaba prejudicando todo mundo. Pois, quanto mais gente formada, mesmo sendo em lugares ruins, mais baixo os salários. Se um não aceita, tem trocentos atrás que aceitam. A maior prova disso é ver o índice de reprovação na prova da OAB. Um tempo atrás eu tava lendo que uma grande porcentagem reprovou. Quando a maioria começa a reprovar, acho que não é só nervosismo do aluno, nem falta de estudo dos mesmos. De lascar....
Será que um dia a educação no Brasil vai ser levada a sério? Fica a pergunta no ar...

See Ya!!



Tom Petty - Don't Come Around Here No More

Nenhum comentário: