segunda-feira, janeiro 10, 2005

Mulher admite que ajudou tetraplégico a morrer na Espanha

A mulher que acompanhou e cuidou do tetraplégico espanhol Ramón Sampedro em seus últimos meses de vida, história levada ao cinema por Alejandro Amenábar no filme "Mar adentro", admitiu nesta segunda-feira que em 1998 ela ajudou o amigo a morrer.

Durante anos Sampedro lutou pelo direito à eutanásia.

Em declarações a um programa da rede de televisão privada Telecinco, Ramona Maneiro admitiu pela primeira vez sua participação direta na morte de Sampedro, uma vez que o crime teria prescrito. (reportagem completa no link acima)

Esse creio ser um tema polêmico, e que eu acho interessante discutir.. Até aonde pode valer nossa vontade? Pq nos é proibido escolher um fim para nós?
Concordo que tirar a vida de outro ser humano é crime. Mas acho que alguns casos, como este citado acima, não deveria ser considerado crime. Pelo simples fato de que ele próprio pedia pra morrer, e tinha plena consciência do sofrimento que estava passando, e sem alternativa de melhoras, achou melhor partir desse mundo. Isso é errado? Eu não acho. Não sei se teria cacife pra aguentar o tranco que esse cara aguentou.. É o tipo de coisa que só podemos saber se passamos por isso claro, mas não condeno quem queira morrer nessas condições. Acho que temos direito a querermos uma morte digna.
Não tenho nada contra religiões. Mas a única coisa que eu tenho contra, é a restrição que Igreja impõe a nós. Somos condenados ao sofrimento, só Deus pode tirar nossa vida. Eu acho que cada caso é um caso. Uma pessoa se matar a toa (o que deve-se relevar, pois nunca sabemos o desespero de tal pessoa pra chegar a tal ponto, portanto, não cabe a nós julgarmos isso), e uma pessoa numa situação de doença gravíssima ou outras privações, sendo que não existe nenhuma possibilidade de melhora querer abreviar a vida são coisas digamos.. diferentes..
Eu acredito sim em Deus. Mas não nesse Deus que a Igreja prega.. um Deus punidor, vingativo, que proíbe. Deus pra mim é amor. Compreensão. Ele sabe tudo que se passa pelas nossas cabeças.. E Ele sabe o motivo de tudo. E sim, Ele perdoa! Ele há de entender certos tipos de atitudes vindo de nós, principalmente no caso citado acima. Dogmas foram criados por seres humanos ditos de Deus, para por o povo no cabresto. Basta ver o que a Igreja Católica prega.. É uma prisão. Dentre outras religiões fundamentalistas. Afinal, é mais fácil prender o povo pelo medo do que dar a ele liberdade de pensamento, e questionamento.
Acho que devemos nos libertar dessas prisões religiosas. Temos que viver com a nossa consciência limpa. Fazer o que achamos certo. Leis são necessárias, óbvio, se não, vira zona, aliás, mais do que já tá. Mas acho que situações extremas deves ser relevadas. E preferencialmente, sem dogmas religiosos no meio.

See Ya!


Yanni - Nightingale.

Nenhum comentário: