quarta-feira, maio 26, 2004



Finalmente!! Esfriou! E parou de chover! Imaginem minha alegria né! Eu queria estar em São Joaquim uma hora dessas.. Está 5 negativos lá e a previsão é pra mais frio nessa madrugada.. Como eu queria ter dinheiro, um carro, e zarpar pra lá.. Mas como a realidade é outra..
Fico aqui em Blumenau, feliz do mesmo jeito porque finalmente o frio chegou! Poderei usar minhas lindas blusas de lã, minhas jaquetas, meus casacos, minhas amadas botas. Eu me sinto muito mais bonita e feliz no inverno. E muito mais bem vestida também. Sem contar que durante o inverno, não preciso ouvir coisas desagradáveis como "nossa, você precisa pegar um sol, está tão branca", e coisas do gênero. É, porque infelizmente no Brasil existe a "ditadura de ser moreno".. é quase que obrigatório ir pra praia, piscina e ficar que nem um lagarto tomando sol até ficar torrado. Coisa que eu ODEIO fazer. Gosto de praia. Gosto de tomar banho de mar e caminhar pela praia, usando bloqueador 50, e de preferência no fim da tarde quando o sol já está baixo. Odeio a sensação de sol queimando minha pele. Me agonia. Eu sou branca, branquela, leite azedo, transparente. Chamem do que quiser, mas eu AMO ser assim. E por mais que eu me torre no sol, chega o inverno, ficarei branca de novo, a não ser que eu apele pra bronzeamento artificial, que eu acho pior ainda, portanto, dispenso. Eu simplesmente, assumo que sou branca e pronto. E odeio que cobrem atitudes que eu não gosto de fazer.
Ah, e antes que pensem besteira, não, eu não sou racista. Tenho amigos de tudo quanto é raça, cor, religião, etc etc. Acho que cada cor de pele tem a sua beleza. E já que eu sou mesmo transparente, somente assumo a minha cor, e gosto dela. Acho que não tem nada de errado nisso.

Ah!! finalmente consegui fazer meu óculos.. Em breve estarei com "4 olhos".. que lindo isso hein! Não quero nem ver.. ahahahaha.. coisas da vida.. se bem que não vejo a hora de enxergar decentemente de novo.. ai que saudades da época que eu enxergava bem de longe...

See Ya!


Iron Maiden
Fear of the dark

I am a man who walks alone
And when I'm walking a dark road
At night or strolling through the park
When the light begins to change
I sometimes feel a little strange
A little anxious when it's dark
Fear of the dark, fear of the dark
I have constant fear that something's
always near
Fear of the dark, fear of the dark
I have a phobia that someone's
always there
Have you run your fingers down
the wall
And have you felt your neck skin crawl
When you're searching for the light?
Sometimes when you're scared
to take a look
At the corner of the room
You've sensed that something's
watching you
Have you ever been alone at night
Thought you heard footsteps behind
And turned around and no one's there?
And as you quicken up your pace
You find it hard to look again
Because you're sure there's
someone there
Watching horror films the night before
Debating witches and folklores
The unknown troubles on your mind
Maybe your mind is playing tricks
You sense, and suddenly eyes fix
On dancing shadows from behind
Fear of the dark, fear of the dark
I have constant fear that something's
always near
Fear of the dark, fear of the dark
I have a phobia that someone's
always there
When I'm walking a dark road
I am a man who walks alone

Nenhum comentário: